Sexta-feira, 13 de Maio de 2016

13 de Maio de 2016

IMG_4918a.jpg

Hoje milhares de peregrinos, vindos de todo o país e alguns do estrangeiro estão em Fátima.
A fé ainda move muita gente e faz com que  sintam  esperança de que as suas vidas melhorem.

 

Nasci numa aldeia a 13 km de Fátima, a minha mãe e avó, quando sentiam que lá deviam ir, pegavam em mim e nos meus 3 irmãos e mesmo contrafeitos , lá íamos a pé com muito custo.

Hoje tudo mudou e apesar de ser uma mulher de fé, gosto de lá ir de vez em quando, mas em dias 13 nunca.

Gosto do silêncio, de ficar ali sentada e por vezes nem rezo, apenas quero sentir a paz que me faz sentir bem.

Porquê ali? Não sei, a fé não se explica, ou se tem ou não.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:00
link do post | comentar | favorito (1)
|
19 comentários:
De chica a 13 de Maio de 2016 às 10:21
Que linda foto e tuas palavras com as quais concordo. Eu também prefiro ir a locais assim quando não há tanta multidão... beijos, ótimo dia! chica


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:46
Também gosto do silêncio e do recolhimento, de me encontrar e de meditar.

Beijos Chica


De Maria Araújo a 13 de Maio de 2016 às 12:27
É isto mesmo, Manu, que eu faço, até aqui em casa:

"Gosto do silêncio, de ficar ali sentada e por vezes nem rezo, apenas quero sentir a paz que me faz sentir bem."

Beijinho


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:49
Eu todos os dias medito, talvez porque frequentei durante um ano um centro budista e habituei-me a fazê-lo, contudo ficaram sempre as práticas religiosas deixadas pelos meus pais e isso nunca se perde.

Beijos


De jabeiteslp a 13 de Maio de 2016 às 14:31
Sente-se Paz
a cada chegada ou partida...

Feliz fim de semana
e um beijo de aqui dos frios da SErra


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:50
E é tão bom quando nos sentimos em paz connosco, desta forma transmitimo-la aos que nos rodeiam.

Beijos João


De Rute a 13 de Maio de 2016 às 15:30
Manu

Penso como tu, mas como moro mais longe é mesmo muito raro lá ir. No entanto, estive lá o ano passado e senti-me em paz. Apesar de não estar de acordo com certos rituais que ali (e não só ali) se fazem, tenho que respeitar, afinal de contas quem sou eu para julgar?! Gosto imenso da fotografia, está harmoniosa e transmite aquela tal paz de que falavas.
1 beijinho


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:52
Eu não vou lá muitas vezes, mas há outros locais onde aproveito para me recolher e encontrar a paz que tanto desejo.
Pus de lado rituais e criei os meus de acordo com o que sinto.
Ambas estamos de acordo.

Beijos Rute


De Maria Glória D'Amico a 13 de Maio de 2016 às 16:13
O céu, ao fundo, na imagem, ficou mesmo um espetáculo.
Existem locais aonde todos vão com o coração aberto para receber, sem emitir sentimentos e, eu penso, que este vazio, quero dizer o coração aberto, cria uma atmosfera de paz, de serenidade. São muitos corações abertos, cria-se uma força coletiva. Muitos chamam de egrégora. E ainda, há o fato da mãe e a avó te levarem, o que já é uma referência a um local sagrado. Mais uma vez Manu, uma belíssima foto, tocante em seu sentido mais profundo. Beijinhos.


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:53
O legado da família foi muito importante para a minha formação, embora hoje me sinta bem em certos locais que emitem boas energias.

Beijos Glória


De Remus a 13 de Maio de 2016 às 17:49
Neste comentário vou puxar um bocadinho a brasa à minha sardinha.

Nesta fotografia, a Manu retratou um lado. Eu, na minha fotografia «Deixe sua mente se esvair»(http://www.pontosdevistas.net/pv/index.php?showimage=2687) retratei uma parte do outro.

Eu nunca fui a Fátima nos dias 13. Acho que é demasiada gente. Tal como a Manu, também prezo o silêncio (se bem que hoje em dia, aquilo está sempre "cheio" de turistas a fazer barulho e a tirar selfies)


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:57
Engraçado...eu vi a foto do Remus antes de tirar a minha e não fazia ideia onde a tinha tirado.
Quando tirei esta fez-se luz e aproveitei imitá-lo
Hoje decidi colocar esta pelo dia que se comemora.
Tento também alhear-me da feira que por lá se sente

Beijos Remus


De Teté a 13 de Maio de 2016 às 20:01
Já tive mais fé do que tenho hoje, mas a Fátima também nunca fui num dia 13. Tal como tu gosto do ambiente silencioso das igrejas. E de admirar a sua arquitectura, os seus altares, as eventuais pinturas e esculturas existentes... Ou seja, gosto de visitar igrejas, mas está longe de ser uma questão de fé.

Beijocas


De Existe um Olhar a 18 de Maio de 2016 às 18:59
Ao contrário de ti, cada dia sinto que tenho mais fé, mas não preciso ir à missa ou praticar outros rituais a que fui habituada.
Tal como tu gosto de apreciar a arquitectura de uma igreja, e se possível fotografar.

Beijos Teté


De Janita a 13 de Maio de 2016 às 20:41
Sou crente à minha maneira... já estive algumas vezes em Fátima, nunca a 13, mas devo dizer que não me senti lá mais tranquila e serena do que quando entro numa Capela simples, silenciosa e propícia à reflexão.
A fotografia está muito boa nesse contraste luz/sombra.

Beijo e bom fim de semana, Manu!


De Elisa Fardilha a 13 de Maio de 2016 às 21:31
Adorei o ângulo escolhido!
Já fui a Fátima algumas vezes, nunca nestes dias.
Sempre que lá fui há bastante gente...para mim já é multidão. Sou católica e , quando me apetece vou a uma igreja que esteja vazia e ali fico em silêncio...o pensamento fala.

Beijinhos.


De Manuel Luis Pereira Rodrigues a 13 de Maio de 2016 às 23:26
Já somos dois! Na próxima, combinamos lá o almoço.
Uma foto imponente onde o ser humano é tão pequenino.
Bj


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds