Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011

Pescador de sonhos

Céu baixo, grosso, cinzento
e uma luz vaga pelo ar
chama-me ao gosto de estar
reduzido ao fermento
do que em mim a levedar
é este estranho tormento
de me estar tudo a contento,
em todo o meu pensamento
ser pensar a dormitar.

Mas que há para lá do sonhar?

Vergílio Ferreira, in 'Conta-Corrente 1'
Pateira de Fermentelos
Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:08
link do post | comentar | favorito
|
17 comentários:
De epee a 12 de Setembro de 2011 às 18:23
A isca. A paciência. O tempo de espera... e o pensamento é uma viagem... uma procura e um encontro. O melhor dos encontros...

¬


De Existe um Olhar a 12 de Setembro de 2011 às 18:49
Leva-nos o sonho na viagem por caminhos que escolhemos e aí há tudo o que gostaríamos que fosse.
Beijos
Manu


De Remus a 12 de Setembro de 2011 às 18:39
Mas que grande cana que ele tem.
E ajeita a cana com uma mão e na outra já tem uma sande pronta a comer.
:-P

Momento bem apanhado.


De Existe um Olhar a 12 de Setembro de 2011 às 18:47
Homem prevenido....

Beijos
Manu


De golimix a 12 de Setembro de 2011 às 20:37
Bem...rica paciência....Zzzzzzzzzzzzzzzzzz
prefiro pescar no prato... mas pensando bem... poupava-se nas aulas de ioga! Assunto a pensar...
:) já o poema é interessante, será que foi a pesca que o trouxe à mente?


De Existe um Olhar a 12 de Setembro de 2011 às 20:44
Aproveita as duas coisas, uma não substitui a outra.
O poema pesquei-o com paciência, segui o exemplo do pescador

Beijos
Manu


De jabeiteslp a 12 de Setembro de 2011 às 21:00
haverá
um acordar penso eu
que dez segundos depois
morreu...



De Existe um Olhar a 12 de Setembro de 2011 às 22:58
Mas por vezes esses segundos valem uma eternidade
Beijos
Manu


De Jorge Soares a 12 de Setembro de 2011 às 22:18
Os pescadores são fáceis de pescar... normalmente estão quietinhos para não assustar os peixes :-)

Este deu uma bela imagem... bem visto amiga.

Jorge


De Existe um Olhar a 12 de Setembro de 2011 às 22:59
Esta foi canja, não foi Jorge? Tu sabes

Beijos
Manu


De DyDa/Flordeliz a 13 de Setembro de 2011 às 00:49
Olhando atentamente:
Parece que o pescador espera o peixe levantar a cabeça para lhe desferir uma canada.
Tão perto tem a ponta da cana na água


De Existe um Olhar a 13 de Setembro de 2011 às 01:05
Penso que o homem estava era a preparar-se para dar uma trincadela na sandocha...o peixe podia esperar.
Beijos
Manu


De Constantino, Guardador de Vacas e de Son a 13 de Setembro de 2011 às 13:35
Muito, muito bonita!


De Rosinda a 13 de Setembro de 2011 às 17:47
Pescar ou comer? Eis a questão...
Assim pesa o pescador com a sandoca na mão
Beijinho
Rosinda


De mfc a 14 de Setembro de 2011 às 11:46
Aquela paz que é tão difícil de encontrar!!


De Nuno Monteiro a 14 de Setembro de 2011 às 23:53
Está óptima ... bem enquadrada, bom aproveitamento do reflexo.


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 228 seguidores

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
16
18
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Estilhaçada

. À procura de luz

. Na crista da onda

. É o mar misturado ao Sol

. Flores de lótus

. Era uma vez...

. Bordalo II o homem que do...

. Passeio de Domingo

. A ponte

. O amola-tesouras

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds