Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

As imagens transbordam fugitivas

As imagens transbordam fugitivas
E estamos nus em frente às coisas vivas.
Que presença jamais pode cumprir
O impulso que há em nós, interminável,
De tudo ser e em cada flor florir?
 

(Sophia de Mello Breyner Andresen)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:27
link do post | comentar | favorito
|
32 comentários:
De jabeiteslp a 23 de Novembro de 2011 às 21:05

transportas-nos
ao sonho dos primeiros vôos

da física
ao medo de do futuro

num porto seguro....

joca da Covilhã... podias ter dado uma boleia...

bela noite


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:38
Há limites para a bagagem, fica a viagem do olhar.
Beijos
Manu


De DyDa/Flordeliz a 23 de Novembro de 2011 às 21:45
Não sei se há alguém fugitivo.
Mas sei que há uma beleza singela e especialmente bela aqui retratada.
Parabéns.


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:39
Fogem apenas as palavras, o olhar esse está sempre presente.
Obrigada por estares aqui.
Beijos
Manu


De Remus a 23 de Novembro de 2011 às 22:00
No meio de tanto verde e castanho, encontrar assim algo vermelho, é como encontrar ouro.
Porque é que será que as plantas e flores mais bonitas, são sempre aquelas que nascem bravias e nos lugar mais estranhos?


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:40
Um pensamento que também me ocorreu, quando no meio de tanta pedra vi surgir, este rubro da vida.
Beijos
Manu


De Constantino, Guardador de Vacas e de Son a 23 de Novembro de 2011 às 22:05
Esta transborda de beleza


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:40
Sobretudo porque é única num palco tão agreste.

Beijos
Manu


De golimix a 23 de Novembro de 2011 às 22:30
Boa escolha para acompanhar tão bela imagem!
Bjcas


De Fábio Martins a 23 de Novembro de 2011 às 22:32
Se usasses a regra dos terços acho que favorecia mais essa planta com a restante paisagem deslumbrante. Mesmo assim tem um segundo plano lindo.
Bj Manu


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:41
As palavras são por vezes a continuação de um olhar.

Beijos
Manu


De Rute a 23 de Novembro de 2011 às 22:31
Manu, esta fotografia é extraordinária! Aquela flor vermelha ali, no meio de tanta aridez...parece um milagre! Lindíssima foto. Parabéns:)

1 beijinho


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:42
Foi o que pensei..num milagre Rute...ali mesmo bem alto, só, única, resplandecente no meio da aridez.

Beijos
Manu


De Jorge Soares a 24 de Novembro de 2011 às 00:34
A natureza é fantástica.. como um pequeno detalhe pode ser tão grande mesmo no meio de montanhas desse tamanho..

Imagem linda, um olhar sublime

Jorge


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:47
A natureza tem esse poder fantástico de nos mostrar, que mesmo nas alturas mais agrestes da vida, há sempre algo que pode florir e alegrar um momento onde a esperança há muito tinha desaparecido

Beijos
Manu


De Helder Ferreira a 24 de Novembro de 2011 às 09:25
Poema lindissimo, mas uma foto ainda melhor! :) Muito bom Manu! :)


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:48
Ela estava ali, bem no alto, no meio da rudeza das rocahas milenares, eu limitei-me a dar-lhe um lugar de destaque.

Beijos
Manu


De Pedro Alves a 24 de Novembro de 2011 às 09:27
Se eu não soubesse, dizia que era na Madeira...


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:49
Também as há assim por lá, mas no meio de tanta pedra e a algunas centenas largas de altitude é mais surpreendente, encontrar de repente uma assim.

Beijos
Manu


De Rui Pires a 24 de Novembro de 2011 às 11:01
Gostei imenso Manu, é uma foto que me encanta com a paisagem de fundo!

Bjs


De Existe um Olhar a 25 de Novembro de 2011 às 00:51
Obrigada Rui, também a mim me encantou e surpreendeu por tê-la encontrado no meio de tanto rochedo.

Beijos
Manu


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

27
28


.posts recentes

. Temporariamente encerrado

. Quase vazias...

. Enamoramento

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds