Quinta-feira, 31 de Março de 2011

Praia da Consolação

 

 

 

A Praia da Consolação é dotada de excelentes condições terapêuticas - numa aberta enseada, o iodo acumulado aliado a outras condições naturais, e pela exposição ao Sol, proporciona o bem estar de numerosas pessoas que nela procuram, com satisfação, a cura dos seus males de origem reumática e óssea.

Esse facto é único no continente europeu e leva à Consolação, anualmente, muitos milhares de pessoas.

Do lado Norte, a paisagem é completamente diferente. A partir do forte avista-se um largo e muito extenso areal que se prolonga por vários quilómetros em direcção a Peniche. Banhada pelo mar de ondulação forte, esta praia é muito apreciada pelos praticantes de surf e windsurf.

Infra-estruturas e Apoios: Bandeira Azul, Acesso para deficientes, Aluguer de toldos/chapéus de Sol, Duches

 

Março de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:26
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Março de 2011

Paul da Tornada

 

 

 

 

O Paul de Tornada é uma zona húmida, localizada na faixa litoral Oeste do país, na localidade de Tornada, a cerca de 5km de Caldas da Rainha.

É uma das poucas zonas apaludadas existentes na região, o que faz com que assuma um papel relevante no contexto de conservação das espécies características destes habitats.
O Paul possui uma área de cerca de 45 ha, 25 ha dos quais permanentemente alagados. As suas características permitem incluí-lo na designação “Zona Húmida”, de acordo com a Convenção de Ramsar (Convenção Sobre Zonas Húmidas de Importância Internacional). Dotado de Flora e Fauna de importância considerável, sobretudo no que respeita às aves, verifica-se também a ocorrência da Lontra e do Cágado-de-carapaça-estriada, espécies ameaçadas em Portugal de acordo com o Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal e protegidas pela Convenção de Berna.

Pelas suas características e localização o Paul constitui um local privilegiado para a prática de Educação Ambiental e sensibilização para a conservação das zonas húmidas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

A luz dos olhos meus

 

A luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus

 

 

Galeria Ogiva-Óbidos

Março de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:02
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Março de 2011

A Flor que és

A flor que és, não a que dás, eu quero.
Porque me negas o que te não peço.
Tempo há para negares
Depois de teres dado.
Flor, sê-me flor!

Se te colher avaro
A mão da infausta esfinge, tu perere
Sombra errarás absurda,
Buscando o que não deste.

Fernando Pessoa-Ricardo Reis

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:38
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Domingo, 27 de Março de 2011

Tudo em silêncio se desfaz

 

Entre o luar e o arvoredo,
Entre o desejo e não pensar
Meu ser secreto vai a medo
Entre o arvoredo e o luar.
Tudo é longínquo, tudo é enredo.
Tudo é não ter nem encontrar.
Entre o que a brisa traz e a hora,
Entre o que foi e o que a alma faz,
Meu ser oculto já não chora
Entre a hora e o que a brisa traz.
Tudo não foi, tudo se ignora.
Tudo em silêncio se desfaz
.Fernando Pessoa
 
Quinta dos Cucos. Torres Vedras
Março de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sábado, 26 de Março de 2011

Um simples gesto que pode mudar muitas mentalidades

Hora do Planeta

 

A Hora do Planeta é uma iniciativa da rede WWF que incentiva cidadãos, empresas e governos a apagarem as luzes por uma hora mostrando assim o seu apoio à luta contra as alterações climáticas.

Porquê apagar as luzes?

Antes de mais há que ter consciência que este apagar de luzes por uma hora é meramente um gesto simbólico, mas que pode ser representativo de um elevar da consciência de todos para um problema que é, igualmente, de todos: as alterações climáticas.

A verdade é que este simples gesto, tem despertado em todo o mundo compromissos capazes de ir marcando a diferença numa base diária contínua e tem levado a uma verdadeira mudança de hábitos de vida de cidadãos, empresas e governos que começam a despertar para compromissos válidos e práticos a favor desta luta.

Assim, apagar as luzes:

  • É mostrar que estamos preocupados com o aquecimento do planeta e queremos dar nossa contribuição, influenciando e pedindo acções de redução das emissões e de adaptação às mudanças climáticas, combatendo a desflorestação e conservando os nossos ecossistemas;
  • É um incentivo ao diálogo dos manifestantes entre si e entre esses e os governos e empresas;
  • É um acto que simboliza a eficiência e o uso de todos os recursos com inteligência, responsabilidade e de forma sustentável.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:16
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Paris

 

 

 

Quem vive na tranquilidade, que seja mais activo; quem vive na actividade deve encontrar tempo para descansar. Segue a natureza: ela te lembrará que fez o dia e a noite
( SÊNECA )

 

Paris-Setembro de 2010

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 10:18
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Março de 2011

É proibido, mas não está encerrado

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.

É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.

É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.

É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.

É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.

É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.

É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.

É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.

É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

(Pablo Neruda)

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Março de 2011

Mãos

         Mãos duras, enrugadas           

calejadas, marcadas...

Mãos finas, esguias e tratadas.

Mãos que falam, acariciam e pedem...

Pedem ternura e afagos.

Mãos que dão e que tiram

tiram vidas, tiram sonhos...

Mãos atadas, feridas,

entrelaçadas e presas

noutra mão.

Mãos estendidas

num pedido de socorro

silenciado por outras mãos.

Mãos que criam , que divertem

que sorriem.

Mãos que encantam

que rezam

que tratam e se cruzam.

Mãos que dizem adeus

e um dia sem esperar

voltarão para tocar

noutra mão...

naquele rosto...

que um dia se perdeu.

by Manu

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 00:36
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Março de 2011

Quem me dera pintar-te assim

 

 

Não tenho na minha paleta
As cores que tu mereces
Verdes secos e desbotados
De tons que amarelecem
 
Foi varinha de condão
Que alguma fada madrinha
Pintou com grande paixão
estas telas que são minhas.
 
Vou pendurá-las na parede
Bem em frente da janela
quero lembrar eternamente
o quanto adoro tê-las.
 
Foi num dia bem sereno
Aquele em que as vi
Não tirei os olhos delas
 Estão pertinho de mim.
 
Foz do Arelho-Março de 2011

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Março de 2011

O que me trazes Primavera?

 

Eu não faço a mínima idéia do que a Primavera me reservou desta vez. Mas seja o que for, sei que será algo mais que especial.

 

Nathalia Nicolosi
 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Domingo, 20 de Março de 2011

O eterno ciclo da vida

 

 

 

 

A Natureza acordou

Com as aves a chilrear

Com o sol a aquecer

E os meninos a brincar.

 

 Andam perfumes no ar

    De pinheiros e de flores.

            Os campos vestem-se de verde

      De verde com outras cores.

 

 São horas das andorinhas

Voltarem a Portugal.

Os ninhos estão à espera

Do cantinho do beiral.

 

Dário Jorge – 4º ano

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 20:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 19 de Março de 2011

Guloseimas

 

 

 

 

Festival de Chocolate

Óbidos-17 de Dezembro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Homem, Pai, amigo, companheiro

Nos velhos tempos havia uma terra onde os filhos costumavam levar os pais velhos, que já não podiam trabalhar, para cima dum monte, onde ficavam sozinhos, para morrer a mingua. Certa vez ia um moço do lugar levando o velho pai às costas, para abandoná-lo. Chegando ao ponto em que ia deixar o ancião, colocou-o no chão e deu-lhe uma manta para que se abrigasse do frio até a hora da morte. E o velho perguntou:

- Tens por acaso uma faca contigo?

- Tenho, sim, senhor. Para que a quer?

- Para que cortes à meio esta manta que me estás dando.

Guarda a outra para ti, quando teu filho te trouxer para este lugar.

O moço ficou pensativo. Tomou de novo o pai às costas e voltou com ele para casa, fazendo, assim, com que o horrível costume desaparecesse para sempre.


***Filho és pai serás; como fizeres, assim acharás.***

Linartt Vieira

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 15:21
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|

Não preciso dizer mais nada

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Março de 2011

Em harmonia com a natureza

 

"Vive em harmonia com as leis da natureza e nunca serás pobre. Vive em harmonia com as opiniões e nunca serás rico." (Sêneca)

 

Domat-Ems-Suiça

Outubro de 2010

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:19
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Março de 2011

De novo à deriva

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve...
- mas só esse eu não farei.
Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes...
- palavra que não direi.
Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,
- que amargamente inventei.
E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando...
e um dia me acabarei.

Canção (Cecília Meireles)
Bateira na lagoa de Óbidos
Março de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:29
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Março de 2011

No relvado

Há muito que tinha aqui guardada esta foto, não é uma bola de golf, mas não sei porquê lembrei-me do IVA a 6%.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags: , , ,

publicado por Existe um Olhar às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Alternativa

 

Não poluente...

Foz do Arelho

Março de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 14:03
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Março de 2011

Publicitando a Primavera

 

A chuva continua a cair, a Primavera vem de mansinho, e enquanto ela não aparece na companhia do Sol, vou olhando cá para dentro e saltando de vez em quando lá para fora, registando a publicidade que anuncia a sua chegada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds