Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Poderosa

 

"Faça o que puder, com o que tiver, onde estiver."

(Theodore Roosevelt)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posso ficar aqui?

 

-Claro!-respondeu a flor

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tudo o que não sei...

 

                              Bendito seja eu por tudo o que não sei, gozo tudo isso como quem sabe que há o sol

                                                                                   (Fernando Pessoa)

 

Praia do Rio Cortiço-Óbidos

Abril de 2011

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Hoje o destaque é para os meus amigos

 

Onde quer que nos encontremos, são os nossos amigos que constituem o nosso mundo.

(William James)

Hoje ofereço estas flores a todos os que me visitam, que me deixam palavras simpáticas e de apreço, ou correcção de alguns erros fotográficos que uma amadora pode cometer, mas que contudo servem para que ganhe força para me aperfeiçoar e tentar que o "Existe Um Olhar", seja uma marca positiva na minha vida, onde vou registando momentos, viagens, alegrias, aventuras e tudo o mais que a sensibilidade me permite.

Tudo começou mais a sério quando viajei até à Tanzânia e resolvi antes de ir comprar uma Canon 450D. Pouco ou nada sabia, mas a partir daí o vício instalou-se e aqui devo deixar um agradecimento especial ao meu amigo Jorge Soares, que me ajudou a criar o blog. que me informou de 2 workshops que frequentei, que me tirou muitas dúvidas e que me vai ensinando  um pouco do muito, sobre este maravilhoso mundo da fotografia. Também agradeço ao Miguel que há dias e em poucos minutos me deu umas dicas muito interessantes sobre o assunto.

Hoje a Equipa do Sapo lembrou-se deste Olhar, muito obrigada.

Hoje e sempre me lembrarei de todos os que vêem através do meu olhar um pouco de mim.

E como flores combinam bem com música, deixo uma das muitas que gosto

Muito obrigada.

Manu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Gato escondido com rabo de fora

 

Praia do Rio Cortiço-Óbidos

Abril de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Metade da minha alma é feita de maresia

 

Mar, metade da minha alma é feita de maresia

Pois é pela mesma inquietação e nostalgia,

Que há no vasto clamor da maré cheia,

 Que nunca nenhum bem me satisfez.

 E é porque as tuas ondas desfeitas pela areia

 Mais fortes se levantam outra vez,

 Que após cada queda caminho para a vida,

Por uma nova ilusão entontecida.
E se vou dizendo aos astros o meu mal

É porque também tu revoltado e teatral

Fazes soar a tua dor pelas alturas.

 E se antes de tudo odeio e fujo

 O que é impuro, profano e sujo,

É só porque as tuas ondas são puras.

 

(Sophia de Mello Breyner Andresen)

 

Praia do Rio Cortiço-Óbidos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Antes que a Primavera se vá

 

 

 

Quando tornar a vir a Primavera
Talvez já não me encontre no mundo.
Gostava agora de poder julgar que a Primavera é gente
Para poder supor que ela choraria,
Vendo que perdera o seu único amigo.
Mas a Primavera nem sequer é uma cousa:
É uma maneira de dizer.
Nem mesmo as flores tornam, ou as folhas verdes.
Há novas flores, novas folhas verdes.
Há outros dias suaves.
Nada torna, nada se repete, porque tudo é real.

 

(Alberto Caeiro)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ai é?!...

 

 

O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.

 

(Carlos Drummond de Andrade)

 

Por detrás destas ruínas esconde-se uma das muitas caves de vinho do Porto existentes em Gaia, com estas duas letras quem adivinha o nome?

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ainda Portugal

 

 

 

Já Foste Rico e Forte e Soberano

 

Já foste rico e forte e soberano,
Já deste leis a mundos e nações,
Heróico Portugal, que o gram Camões
Cantou, como o não pôde um ser humano!

Zombando do furor do mar insano,
Os teus nautas, em fracos galeões,
Descobriram longínquas regiões,
Perdidas na amplidão do vasto oceano.

Hoje vejo-te triste e abatido,
E quem sabe se choras, ou então,
Relembras com saudade o tempo ido?

Mas a queda fatal não temas, não.
Porque o teu povo, outrora tão temido,
Ainda tem ardor no coração.

Saúl Dias, in "Dispersos (Primeiros Poemas)"

 

Vila Nova de Gaia

26 de Abril de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pergunto ao vento que passa

 

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.....

 

(Manuel Alegre)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pág. 1/5

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D