Terça-feira, 31 de Maio de 2011

Na minha mão

 

Bem na minha mão

(Susana Félix)

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 17:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Paira à tona da água

 

 

 

Paira à tona de água
Uma vibração,
Há uma vaga mágoa
No meu coração.

Não é porque a brisa
Ou o que quer que seja
Faça esta indecisa
Vibração que adeja,

Nem é porque eu sinta
Uma dor qualquer.
Minha alma é indistinta
Não sabe o que quer.

É uma dor serena,
Sofre porque vê.
Tenho tanta pena!
Soubesse eu de quê!...

(Fernando Pessoa)
 
Lagoa de Óbidos
Maio de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:14
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Domingo, 29 de Maio de 2011

Esta gente

 

 

Esta gente cujo rosto
Às vezes luminoso
E outras vezes tosco

Ora me lembra escravos
Ora me lembra reis

Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre

Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome
É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome

E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada

Meu canto se renova
E recomeço a busca
De um país liberto
De uma vida limpa
E de um tempo justo

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "Geografia"

 

Lisboa-Maio de 2011 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sábado, 28 de Maio de 2011

Nem todas as flores têm a mesma sorte

Nem todas as flores tem a mesma sorte, umas enfeitam a vida e outras enfeitam a morte. Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente. Por mais independente que a pessoa seja, ela sempre vai precisar do ar pra viver. Sonhe com a vida, mas não perca a vida por um sonho.

(Bob Marley)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:31
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

Navegar, Navegar

 

 

Navegar navegar
Mas ó minha cana verde
Mergulhar no teu corpo
Entre quatro paredes
Dar-te um beijo e ficar
Ir ao fundo e voltar
Ó minha cana verde
Navegar navegar


Quem conquista sempre rouba
Quem cobiça nunca dá
Quem oprime tiraniza
Naufraga mil vezes
Bonita eu sei lá

Já vou de grilhões nos pés
Já vou de algemas nas mãos
De colares ao pescoço
Perdido e achado
Vendido em leilão
Eu já fui a mercadoria
Lá na praça do Mocá
Quase às avé-marias
Nos abismos do mar


navegar navegar...
 
(Fausto)
Lagoa de Óbidos
Maio de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 13:15
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Previsão do estado do tempo

Céu muito nublado e alguns aguaceiros

 

Alguma neblina matinal que faz prever melhorias no tempo

 

Finalmente o sol brilhará e o mar espera-nos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:15
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Cercada e ar(amada)

 

 

O verdadeiro heroísmo consiste em persistir por mais um momento quando tudo parece perdido.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Não reclames da velhice

Não reclames da velhice, ela trouxe-te até aqui.

(Ediel)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

As cores que inventei

 

Que realmente os teus dias não sejam apenas compostos apenas de sóis, luas e algumas cores. Que exista sempre uma vontade além e maior; a vontade de viver intensamente todos os segundos... no teu melhor estilo, do teu melhor jeito.

Adriano Hungaro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags: ,

publicado por Existe um Olhar às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

As rosas que me custaram um valente raspanete

 

 

 

 

 

 

Por diversas vezes passei naquela estrada e olhava com alguma cobiça fotográfica para aquelas rosas à beira da estrada, vedadas com uma rede verde em que as rosas sobressaiam acima dela.

Um dia destes. não resisti e resolvi parar. Olhei em redor para ver se via alguém a quem pudesse pedir autorização para fotografar, embora para isso não fosse necessário entrar dentro da propriedade.

Estava eu completamente absorvida , quando de repente ouvi uma voz de mulher austera de olhar severo, que me perguntou o que andava a fazer. Expliquei com muita calma, até elogiei o bonito jardim, mas ela não estava disposta a ouvir-me.

Depois de um grande sermão e argumentos parvos...ouvi...ouvi, pedi desculpa, não sem antes lhe dizer:

-As suas rosas são lindíssimas, mas o seu coração tem mais espinhos que elas.

Dei meia volta e esqueci.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:08
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Domingo, 22 de Maio de 2011

E a vida continua...

I believe that the heart does go on.

(Celine Dion)

 

Bateira abandonada na Lagoa de Óbidos

Maio de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

O bando debandou

O bando debandou
subindo do arvoredo
do vácuo que ficou
no fim do seu degredo
as asas abrem chagas
no acinzar do entardecer
e amansam a agonia
do dia a escurecer

ensombram a ribeira
e o verde da seara
e passam pela eira
em que o sol se pousara
nas gotas do orvalho
luarento e vacilante
refrescam o cansaço
e dormem um instante

Pássaros do sul
bando de asas soltas
trazem melodias
p'ra cantar às moças
em noites de romaria
em noites de romaria

no adejo da alvorada
oscila a minha mágoa
o céu à desgarrada
irrompe azul na água
e a passarada acorda
no sonhar de um camponês
e entrega-se no sul
do frio que à noite fez

é tempo da partida
e a cor no horizonte
adensa a despedida
e o borbotar da fonte
as asas abrem chagas
na poeira o sol acalma
num agitar inquieto
que me refresca a alma

(Mafalda Veiga)

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|

Eu sou nuvem passageira

Eu sou nuvem passageira,
Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai.

Não adianta escrever meu nome n'uma pedra,
Pois essa pedra em pó vai se transformar,
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar.

(Ar, Ar)

Eu sou nuvem passageira,
Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai.

A lua cheia convida para um longo beijo
Mas o relógio te cobra o dia de amanhã
Estou sozinho, perdido e louco no meu leito,
E a namorada analisada por sobre o divã.

(Ar, Ar, Ar) (Ar, Ar,Ar)

Eu sou nuvem passageira,
Que com o vento se vai,
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai.

Por isso agora o que eu quero e dançar na chuva
Não quero nem saber de me fazer ou me matar
Ou vou deixar um dia fique a minha energia
Sou um castelo de areia na beira do mar.

 

Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Alguém encontrou o caminho

Para quê, caminhos do mundo,
Me atraís? — Se eu sei bem já
Que voltarei donde parto,
Por qualquer lado que vá.

Pra quê? — Se a Terra é redonda;
E, sempre, tem de cumprir-se
A sina daquela onda
Que parece vai sumir-se,

Mas que volta, bem mais débil,
Ao meio do lago, onde
A mãe, gota d'água flébil,
Há muito tempo se esconde.

Pra quê? — Se a folha viçosa
Na Primavera, feliz,
Amanhã será, gostosa,
Alimento da raiz.

Pra quê, caminhos do mundo?
Pra quê, andanças sem Fim?
Se todo o sonho profundo
Deste Mundo e do Outro-Mundo,
Não 'stá neles, mas em mim.

Francisco Bugalho, in "Paisagem"

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:11
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Depois do Inverno

 

 

                                                      

                   Depois do Inverno, morte figurada

                   A Primavera, uma assunção de flores

                   A vida

                   Renascida        

                   E celebrada

                   Num festival de pétalas e cores

                         (Miguel Torga)                                                         )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:04
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Estou d`olho em você

Confiança, seriedade, respeito, disponibilidade, lealdade...refiro-me aos cavalos!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 11:34
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Maio de 2011

Caminhando

Ando devagar, mas nunca ando para trás.

(Abraham Lincoln)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:54
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|

Outros Olhares

 

 

 Ensaios, momentos, outros olhares na Serra da Arrábida

14 de Maio de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Maio de 2011

O mestre

 

Todo o trabalho tem em si mesmo a sua misteriosa recompensa. 

(Lerberghe)

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Portugal é lindo!

 

 

 

Este fim de semana passei-o na zona de Azeitão a fazer um workshop de fotografia dado pelo Miguel A. Lopes.

A prática foi feita na serra da Arrábida. O calor que se fazia sentir criava no horizonte uma certa neblina que impediu que algumas fotos  ficassem sem a nitidez desejada, apesar disso ficam alguns registos de uma das zonas mais bonitas de Portugal.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:02
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

27
28


.posts recentes

. Temporariamente encerrado

. Quase vazias...

. Enamoramento

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds