Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011

Parque dos Monges- Desafio

 
  
 
No próximo dia 5 de Outubro e caso o tempo o permita, desafio todos os amantes de fotografia e outros que gostam de conhecer o que de melhor temos em Portugal a juntarmo-nos para fazermos uma visita a este espaço.
O local de encontro será nas Caldas da Rainha por volta das 11 horas.
Quem estiver interessado poderá enviar-me um email para manuelapereira3@sapo.pt, para que possa avisar os serviços da nossa visita, caso sejamos muitos e fornecer outras informações que julguem importantes.
Com farnel ou preferindo comer uma refeição ligeira na cafetaria, o importante é o convívio e o conhecimento de um espaço que permite grande mobililidade e liberdade de movimentos, espalhando-se cada um pelos locais que mais gostarem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Setembro de 2011

Hoje conheci...

O Parque dos Monges

 

 

 

 

 
 
 
Este é um espaço fantástico fica a cerca de um quilómetro de Alcobaça.
Passei lá hoje uma tarde bem relaxante e aconselho sobretudo a quem tem filhos a visitar.
Tudo foi estudado ao pormenor, há parque de merendas, actividades lúdicas, desde canoagem, gaivotas, rapel, escalada e podem-se observar todo o tipo de animais.
Percorrer as margens do lago é  um regalo para a vista e de uma beleza indescritível.
Pode-se comer, mas quem quiser pode fazê-lo num belo parque. A equipa que presta serviços é de uma simpatia fabulosa.
Tudo o que eu disser é pouco para descrever o que vi, portanto nada melhor que ver tudo aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:31
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

O mundo com outras cores

 
Pudesse eu e pintaria a vida com as cores do arco-íris
Vermelhos
Verdes
Azuis
Violeta
anil
Laranja
Um mundo de cor, de luz, de fantasia e de paixão
 
Encontrei estas eras pintadas junto duma casa em ruínas
6 de Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 01:34
link do post | comentar | ver comentários (38) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011

É só estilo!!!

 
 
 
Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende.
(Guimarães Rosa)
 
 
Passagem de modelos
25 de Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:00
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Na Passerelle

 
 

Uma flor acaso tem beleza?
Tem beleza acaso um fruto?

Não: têm cor e forma
E existência apenas.

A beleza é o nome de qualquer coisa que não existe

Que eu dou às coisas em troca do agrado que me dão.

Não significa nada.

Então por que digo eu das coisas: são belas?
Alberto Caeiro, O Guardador de Rebanhos

(Fernando Pessoa)

 Nunca fotografei um desfile de moda, foi um daqueles casos em que senti necessidade de ter um flsh externo.

Setembro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:12
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Domingo, 25 de Setembro de 2011

Gosto do céu decorado com algodão

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:28
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

Já que é da Madeira que se fala...

 
 
 
....esqueçamos os buracos e admiremos a paisagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:30
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|

Gosto do Outono

Gosto do outono porque ele é frio suficiente para refrescar o calor...
E é quente o suficiente para aquecer o frio!

(Lidiane Araújo Mejozebato)
 
Não sei como isto se chama, encontrei junto de uma árvore no parque, tinha a textura de finas folhas de madeira talhadas.
 
No jardim do Parque das Caldas da Rainha
Setembro e 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 01:22
link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011

No silêncio do anoitecer

Sou livre para o silêncio das formas e das cores.

(Manoel de Barros)
 
Hospital Termal de Caldas da Rainha
Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

Um pouco de céu

 
 

Só hoje senti
que o rumo a seguir
levava pra longe
senti que este chão
já não tinha espaço
pra tudo o que foge
não sei o motivo pra ir
só sei que não posso ficar
não sei o que vem a seguir
mas quero procurar

e hoje deixei
de tentar erguer
os planos de sempre
aqueles que são
pra outro amanhã
que há-de ser diferente
não quero levar o que dei
talvez nem sequer o que é meu
é que hoje parece bastar
um pouco de céu
um pouco de céu

só hoje esperei
já sem desespero
que a noite caísse
nenhuma palavra
foi hoje diferente
do que já se disse
e há qualquer coisa a nascer
bem dentro no fundo de mim
e há uma força a vencer
qualquer outro fim

não quero levar o que dei
talvez nem sequer o que é meu
é que hoje parece bastar
um pouco de céu
um pouco de céu

 

Mafalda Veiga-música aqui

 

Portinho da Arrábida

Setembro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:49
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

No Cabo Espichel

 
  
 
O Cabo Espichel está localizado em Portugal, a ocidente da vila de Sesimbra. É delimitado a sul e oeste pelo oceano Atlântico e a norte pela estrada nacional 379 e Ribeira dos Caixeiros. Na sua extremidade, vislumbra-se, vertiginosa e abissal, a Baía dos Lagosteiros
 
Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 16:26
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Ilumina-me

 
 
Gosto de ti como quem gosta do sábado,
Gosto de ti como quem abraça o fogo,
Gosto de ti como quem vence o espaço,
Como quem abre o regaço,
Como quem salta o vazio,
Um barco aporta no rio,
Um homem morre no esforço,
Sete colinas no dorso
E uma cidade p'ra mim.

Gosto de ti como quem mata o degredo,
Gosto de ti como quem finta o futuro,
Gosto de ti como quem diz não ter medo,
Como quem mente em segredo,
Como quem baila na estrada,
Vestido feito de nada,
As mãos fartas do corpo,
Um beijo louco no porto
E uma cidade p'ra ti.

Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.
Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.

Gosto de ti como uma estrela no dia,
Gosto de ti quando uma nuvem começa,
Gosto de ti quando o teu corpo pedia,
Quando nas mãos me ardia,
Como silêncio na guerra,
Beijos de luz e de terra,
E num passado imperfeito,
Um fogo farto no peito
E um mundo longe de nós.

Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me.
Enquanto não há amanhã,
Ilumina-me, Ilumina-me
 
Pedro Abrunhosa- música aqui
 
Sesimbra-Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

Ao passar o navio

 
 

Todas as vozes
de todos os mundos
devem cantar
para sempre assim

e cedo passa a hora
e o sonho que tarda
e essa voz que chora
é só porque sabe...

que ao passar um navio
fica o mar sempre igual
ao passar uma vida
fica o sonho sempre igual

todas as vezes
em todos os mundos
devia amar-te
para sempre assim

e longe vai a hora
e o sonho que tarda
e essa voz que chora
é só porque sabe...

que ao passar um navio
fica o mar sempre igual
ao passar uma vida
fica o sonho sempre igual

vou passar um navio
ver o mar sempre igual
vou gastando uma vida
que o meu sonho é sempre igual!

 

Delfins& João Pedro Pais música aqui

 

Sesimbra-Setembro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito
|
Domingo, 18 de Setembro de 2011

Olhares indiscretos

 

O meu olhar é nitido como um girrassol
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando pra direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança, se ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...

(Alberto Caeiro)
Salinas de Rio Maior
Setembro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Sábado, 17 de Setembro de 2011

Olha ali....

 

"A gente pode
olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.
Tudo bem...
O que a gente não pode
mesmo , nunca ,de jeito nenhum,
é amar mais ou menos,
é sonhar mais ou menos,
é ser amigo mais ou menos,
é namorar mais ou menos,
é ter fé mais ou menos
e acreditar mais ou menos.
Senão a gente corre o risco de se tornar
uma pessoa mais ou menos"

(Chico Xavier)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 16:50
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

Não resisti à B.B.B

B.B.B.????
A bela bola de berlim.
Há anos que não comia uma.
Uma loucura boa!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (39) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Salinas a P&B

 
 
 
A Natureza revela-se como força potentíssima, majestade inesgotável de energias que usa de grande variedade na sua ordem e na criação das coisas."
(Duarte Pacheco)
Salinas de Rio Maior
Setembro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011

Salinas de Rio Maior

 
 
Consideradas únicas no género a nível Nacional e ainda em exploração, as Salinas Naturais de Rio Maior são um dos principais tesouros patrimoniais da região.
Inseridas no Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros, classificadas como Imóvel de Interesse Público, deste antigo Poço das Marinhas do Sal, brota água salgada que abastece os 400 talhos, ou compartimentos, e os 70 esgoteiros (onde se coloca a água salgada para mais tarde ser distribuída pelos talhos), que ocupam 21 865m2.
A água desta nascente é sete vezes mais salgada que a água do mar, existindo mesmo a teoria que estas salinas tenham sido exploradas por Romanos e Árabes, aquando a sua ocupação na Península.
De facto, existem referências a estas salinas desde 1177, nos mais antigos documentos existentes de Rio Maior. A importância do Sal em Rio Maior está até retratada no Brasão da cidade, com duas pirâmides que o simbolizam.
A água salgada provém de uma extensa e profunda mina de sal-gema, que é atravessada por uma corrente subterrânea de água doce, que se torna depois salgada.
O trabalho nas salinas ocorre somente durante a época estival, quando os habitantes das redondezas descem a encosta da Serra dos Candeeiros, para a milenar labuta do «sal sem mar».

As Marinhas de Sal de Rio Maior, situam-se em pleno sopé da Serra dos Candeeiros, a trinta quilómetros do mar. Rodeadas de árvores e terras de cultivo, são como que uma minúscula aldeia de ruas de pedra e casas de madeira, com lojas de artesanato e produtos locais, um posto de informação e divulgação e instalações sanitárias.
Contactando a Cooperativa dos Produtores de Sal de Rio Maior, é possível efectuar visita guiada.
 
Informação tirada daqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:33
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Setembro de 2011

Engenho e arte

 
 
 
 

 

“Nunca diga às pessoas como fazer as coisas. Diga-lhes o que deve ser feito e elas surpreenderão você com sua engenhosidade.”

(George Patton)

 

Lisboa-Parque das Nações

Setembro de 2011

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|

Pequenos detalhes, grandes obras

 
Não são os grandes planos que dão certo,são os pequenos detalhes.
 (Stephen Kanitz)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:40
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds