Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Além da terra, além do céu


Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver.

 
(Carlos Drummond de Andrade)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Domingo, 30 de Outubro de 2011

Porque nunca é tarde...

Não procures mais a solidão
Não te escondas pela multidão
Eu só quero encontrar-te aqui
Num sonho meu

Hoje mesmo vou-te dar a mão
Passear-te sem tocar no chão
Eu só quero abraçar-te aqui
Num sonho meu

Porque nunca é tarde
Para alguém sonhar
Eu só queria poder acordar
Num sonho teu

Porque nunca é tarde
Para alguém amar
Eu só queria poder acordar
Num sonho teu

Se algum dia tu chamares por mim
Se algum dia tu amares assim
Saberás tu acordar aqui
Num sonho meu

 

(Delfins-música)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 02:32
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Não há como fugir ao destino

 
 

Parado e atento à raiva do silêncio
de um relógio partido e gasto pelo tempo
estava um velho sentado no banco de um jardim
a recordar fragmentos do passado

na telefonia tocava uma velha canção
e um jovem cantor falava da solidão
que sabes tu do canto de estar só assim
só e abandonado como o velho do jardim?

o olhar triste e cansado procurando alguém
e a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém
sabes eu acho que todos fogem de ti pra não ver
a imagem da solidão que irão viver
quando forem como tu
um velho sentado num jardim

passam os dias e sentes que és um perdedor
já não consegues saber o que tem ou não valor
o teu caminho parece estar mesmo a chegar ao fim
pra dares lugar a outro no teu banco do jardim

o olhar triste e cansado procurando alguém
e a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém
sabes eu acho que todos fogem de ti pra não ver
a imagem da solidão que irão viver
quando forem como tu
um resto de tudo o que existiu
quando forem como tu
um velho sentado num jardim

 

Mafalda Veiga-música

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011

Espelho de água

Olhos bem abertos, percorro a paisagem
E guardo o que vejo, para sempre, uma clara imagem
Um manto imenso de água, um pingo move o mundo,
Corrente forte exacta, de um azul quase profundo,

Um sopro de ar, faz girar, o mundo melhor,
Raio de sol, luz maior, para partilhar,
O espelho nunca mente, fiel como ninguém,
Faz da vida, paixão energia, que toca sempre mais
alguém,

Refrão

Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso afinal,
Em nós, vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor,
Eu sei, que gestos banais, parecem pouco, mas talvez sejam fundamentais,

Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso afinal,

Em nós, vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor,
Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso
afinal,
Em nós,vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor, vai.

 

Paulo Gonzo-música

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:30
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

A vida é uma passagem

 
 
Parque Rainha D. Leonor- Caldas da Rainha
Outubro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 02:14
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Gotas de água numa manhã de chuva

Gota de Água

Eu, quando choro,
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
As lágrimas são as minhas
mas o choro não é meu.
(António Gedeão)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Sou como um rio

Eu sempre gostei de ti
Eu sempre te conheci
Nunca pensei que me deixasses só

Eu sempre te procurei
Eu nunca te abandonei
Nunca pensei que te sentisses só

Sou como um rio
Que vive só para ti
Correndo só para te ver
Sou como um rio
Que acaba ao pé de ti
Foi sempre assim
Gostar de ti

Poque é que tudo acabou?
O que é que para ti mudou?
Que agora tenho de viver sem ti

Sou como um rio
Que vive só para ti
Correndo só para te ver
Sou como um rio
Que acaba ao pé de ti
Foi sempre assim
Gostar de ti

 

Delfins-música

 

Rio Mondego visto de Penacova

Outubro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Domingo, 23 de Outubro de 2011

Em dois tons

 

 

De cores fortes ou suaves de pincelada firme de quem sabe que o que vemos é sempre o espelho daquilo que sentimos no momento.

O enigma do preto e branco, a profusão e clareza das  cores , são ao fim e ao cabo pedaços de vida que colorimos ao sabor das emoções fazendo uso dos sentidos, dos olhares e da eterna vontade de navegar por mundo desconhecidos.

Ancoramos em qualquer porto, rebastecemo-nos de alegria, de estrelas diferentes que brilham à noite e da eterna vontade de atracar num porto seguro.

A ideia de dois tons diferentes foi tirada daqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

A vida num olhar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contorcemo-nos... dobramos a vida quando ela teima dobrar-nos a nós.

 Lutamos enfim, para nunca ficarmos sós e se algum mérito tiver este esforço por vezes atroz,
que seja um sorriso, um gesto, um olhar que tome conta de nós
 
Copiei do blog do Pedro Alves esta forma de mostrar a mesma fotografia a P&B e a cores, gostei do efeito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sábado, 22 de Outubro de 2011

Alfredo Sfeir-Younis

Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com os nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.
(Buda)
 
Alfredo Sfeir-Younis, economista ambiental, chileno de origem libanesa, trabalhou no Banco Mundial durante 30 anos, e foi também o seu representante nas Nações Unidas e na Organização Mundial do Comércio. Alfredo adotou como uma das suas várias residências uma pacata aldeia do Oeste de Portugal e, apesar de estar reformado, tem uma vida ativa e plena: vai regularmente ao Oriente, tem aulas com os seus mestres, faz peregrinações e meditação. Por outro lado, coordena a sua fundação, dá conferências um pouco por todo o mundo e colabora esporadicamente com alguns bancos e universidades em planos de desenvolvimento. Recebeu diferentes prémios internacionais, entre os quais Lifetime Ambassador of Peace (2001); The 2003 Peace, Mercy and Tolerance Award (2003); The Person of the Year, World Ass. Of Retired Persons, NYC (2004). É ainda autor de vários livros e presidente do Zambuling Institute for Human Transformation (ZIHT).
O nome espiritual Cho Tab Khen Zambuling foi-lhe concedido pelo mestre tibetano Lama Gangchen Tulku Rimpoche, e significa o Sanador do Mundo.
 
Meditação na Papoa- Peniche
Outubro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:41
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011

Viver à beira mar

Nunca o mar foi tão ávido
quanto a minha boca. Era eu
quem o bebia. Quando o mar
no horizonte desaparecia e a areia férvida
não tinha fim sob as passadas,
e o caos se harmonizava enfim
com a ordem, eu
havia convulsamente
e tão serena bebido o mar.

(Fiama Hasse Pais Brandão, in Três Rostos - Ecos)

Baía de Cascais

Outubro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:13
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Para os amigos

Para os Amigos

De entre todos, apenas vós
tendes direito a ver-me
fracassar. Onde caio
entre a vossa irónica
doçura implacável, convosco
partilho o pão e o espaço
e a rapidez dos olhos
sobre o que fica (sempre)
para dar ou dizer.
E de vós me levanto
e vos levo pesando
e ardendo até onde
me ajudais a ser
melhor ou talvez
menos só.

Vítor Matos e Sá, in 'Companhia Violenta'

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (42) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

Momentos a P&B

 
 
 
Em meus momentos escuros
Em que em mim não há ninguém,
E tudo é névoas e muros
Quanto a vida dá ou tem,
Se, um instante, erguendo a fronte
De onde em mim sou aterrado,
Vejo o longínquo horizonte
Cheio de sol posto ou nado
Revivo, existo, conheço,
E, ainda que seja ilusão
O exterior em que me esqueço,
Nada mais quero nem peço.
Entrego-lhe o coração.
(Fernando Pessoa)

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

Também quero uma assim

Não são as grandes máquinas que fazem os bons fotógrafos, mas por vezes ajuda.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

Estou na onda

 
 
 
 
 
Aqui ainda estou livre de impostos, de roubos e de cortes.
Aqui ainda não conseguem mexer.
No mar, nas ondas, no cheiro a maresia, no espectáculo que a natureza nos oferece todos os dias, é onde me sinto segura, protegida e esqueço tudo o que não quero lembrar.
Aqui sou eu!
 
Rip Curl-Peniche
Praia dos Super Tubos
Outubro de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:50
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

Rip Curl 2011-Peniche

Eu estive lá

Ela também 
E ele não podia faltar
 
 
 
As ondas uma perfeição e deram hipótese para ver brilhar os surfistas. Pena ter faltado uma ondinha ao nosso Tiago para que não fosse eliminado, mesmo assim foi magnífico vê-lo na crista da onda.
 A ligeira neblina impede sempre que as fotos fiquem com outro brilho, mas o espectáculo foi fantástico.
 
Rip Curl-17 de Outubro de 2011
Praia dos Super Tubos
Peniche
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:46
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Domingo, 16 de Outubro de 2011

Colhendo a alegria das flores

Colhe a alegria das flores da Primavera e brinca feliz enquanto é tempo. Sempre haverá os dias em que chegará o inverno e não terás o perfume das flores, nem o sol, nem a vivacidade das cores.

 
(Augusto Branco)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|

Cais

 
 
 
 
 

Quando um barco tem pés para nadar
as ondas só vêm chatear
Lá do fundo do mar imundo imenso sais
Oh! Neptuno e as tuas sereias sensuais
e vendes o cais

Quando o barco se está para afundar
E só esses ratos não o quiserem abandonar
Quando a maré negra chegar
E não houver ninguém para o crude limpar

Se o pescado morre ao lado
se ainda se ama o mar salgado
então é ver no cinema se ainda há
lodo no cais
se o mercado impera e somos
todos iguais
muito cuidado quando escorregas
sempre cais
se o mercado emperra
e vais sempre longe demais demais
atenção cuidado voltas ao cais

 

(GNR- música)

Sesimbra-2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Outubro de 2011

Escaldante

Escaldante aquele olhar
O momento que ficou
Um encontro ao luar
de um amor que não voltou
 
O sol como companheiro
Fez brilhar o que restou
 quedou-se um dia inteiro
e com pena não se apagou.
 
Prometeu voltar um dia
Sabe-se lá quando será
não importa
sei que vem
escaldante e com o brilho
que nunca se apagará.
 
Pôr do Sol-Foz do Arelho
10 de Outubro de 2011
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

Ser...inteiramente livre

"Ser, a um só tempo, inteiramente livre e totalmente dominado pela lei é o paradoxo eterno da vida humana que percebemos a todo momento"
(Oscar Wilde)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds