Quarta-feira, 30 de Novembro de 2016

O homem o burro e eu

IMG_0310a.jpg

O homem puxava o burro, com pequenos estalidos que fazia com a boca o burro sabia por onde tinha de ir.
Eu não percebia nada da linguagem dos dois.

Por razões que não são importantes explicar aqui tive de ir montada no jumento, o certo é que  pelo menos não caí dele abaixo
Como já me chegou a experiência com estes animaizinhos, nos próximos dias, vou utilizar outro meio de transporte.

Bom feriado e bom fim de semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 16:30
link do post | comentar | ver comentários (41) | favorito (2)
|
Terça-feira, 29 de Novembro de 2016

O que é a natureza?

AEWr0oK7mOjgBz8JGTpN

 

 

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é.
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem por que ama, nem o que é amar...

Alberto Caeiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 02:02
link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito (2)
|
Domingo, 27 de Novembro de 2016

Bandeiras budistas

IMG_8517.JPG

O costume vem do Tibete e remonta ao século XI. Foi o grande mestre indiano Atisha (982-1054) que ensinou aos seus discípulos como imprimir orações e mantras sobre pedaços de tecido.

Estas bandeiras, fixadas a um mastro ou a um bambu, ou cosidas a cordas esticadas entre dois pontos, ondulavam livremente ao vento. Esta tradição acabou por ser muito difundida no seio do Budismo tibetano. À volta dos mosteiros, nos locais sagrados, presas aos galhos das árvores. No Nepal é vista ao  redor da grande Stupa em Boudhnath e mesmo junto às habitações, vemos por toda a parte. Desfraldadas ao vento, a sua presença sonora acompanha a cadência das orações.

 Significado das cores:


Azul- acolhimento

Amarelo- generosidade

Vermelha- investigação

Verde- causa/efeito

Branca- transformação

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 13:21
link do post | comentar | ver comentários (37) | favorito (3)
|
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2016

Suavemente

nNy7e7FghEBDKy2ZBLY6

 

"A natureza dá a cada época e estação algumas belezas peculiares; e da manhã até a noite, como do berço ao túmulo, nada mais é que um sucessão de mudanças tão gentis e suaves que quase não conseguimos perceber os seus progressos."

Charles Dickens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 13:44
link do post | comentar | ver comentários (33) | favorito (2)
|
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016

Previsão do tempo

IMG_0424.JPG

Chuva, muita chuva!

Chuva, caindo tão mansa,
Na paisagem do momento,
Trazes mais esta lembrança
De profundo isolamento.

Chuva, caindo em silêncio
Na tarde, sem claridade...
A meu sonhar d'hoje, vence-o
Uma infinita saudade.

Chuva, caindo tão mansa,
Em branda serenidade.
Hoje minh'alma descansa.
— Que perfeita intimidade!...

Francisco Bugalho, in "Paisagem"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito (1)
|
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2016

Tu que passas , olha-me bem.

IMG_8705a.jpg

Oração à Árvore 

Tu que passas e ergues para mim o teu braço, Antes que me faças mal, olha-me bem. Eu sou o calor do teu lar nas noites frias de Inverno. Eu sou a sombra amiga que tu encontras Quando caminhas sob o sol de Agosto, E os meus frutos são a frescura apetitosa Que te sacia a sede nos caminhos. Eu sou a trave amiga da tua casa, sou a tábua da tua mesa, A cama em que tu descansas e o lenho do teu barco. Eu sou o cabo da tua enxada, a porta da tua morada, A madeira do teu berço e o conchego do teu caixão. Eu sou o pão da bondade e a flor da beleza. Tu que passas, olha-me bem e ... não me faças mal”.

Albano Q. Mira Saraiva (1913) in Castanea uma dádiva dos deuses de Jorge Lage

Hoje, 23 de Novembro comemora-se o Dia da Floresta Autóctone

 

O que é uma floresta autóctone?

É uma floresta de árvores originárias do próprio território. Neste caso, a floresta autóctone portuguesa, é toda a floresta formada por árvores originárias do nosso país, como é o caso dos carvalhos, dos medronheiros, dos castanheiros, dos loureiros, das azinheiras, dos azereiros, dos sobreiros, etc

  • As florestas autóctones exercem um importante papel na regulação e melhoria do clima, bem como no sequestro de carbono da atmosfera contribuindo para a redução do efeito estufa.
  • Ajudam a manter a fertilidade do espaço rural, o equilíbrio biológico das paisagens e a diversidade dos recursos genéticos.

Muito haveria a dizer sobre este asunto, mas não quero estender-me mais.

Agradeço ao Remus do blog Pontos de Vista por me ter lembrado deste dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 01:46
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito (3)
|
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2016

Paleta de cores

IMG_8744a.jpg

O dia estava chuvoso, as nuvens no horizonte adivinhavam burrasca.

Pegou na tela, nos pincéis e nas tintas, abriu as cortinas para entrar a luz que em breve iria desaparecer, olhou para fora e começou a misturar os verdes, os vermelhos, os amarelos, os laranjas.

Pincelada aqui, pincelada ali foi combinando cores para que quando a chuva chegasse e despisse as árvores,que contemplava através das vidraças, se lembrasse daquele Outono onde a luz inundava aquele dia, que por algum motivo que ainda desconhecia, ela não queria esquecer.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (44) | favorito (2)
|
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2016

Viver vai muito além de explicações

IMG_8510

É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos. Mas de uma coisa não se pode esquecer: Nada é a toa. Às vezes, o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado, mas tudo faz parte, tudo contribui ao crescimento e tem um porquê. Viver vai muito além de explicações e ultrapassa todo e qualquer entendimento.

Desconhecido

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags: ,

publicado por Existe um Olhar às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito (1)
|
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2016

...E fez-se luz

IMG_3900.JPG

A primeira lâmpada foi inventada em 1809 por Humphry Davy. Ele começou a trabalhar no seu projeto em 1801.

 A maioria das pessoas conhece Thomas Edison como o inventor da lâmpada. Ele foi o único que trabalhou para melhorar a lâmpada. Thomas Alva Edison foi um inventor americano, cientista e um homem de negócios que inventou a primeira lâmpada prática.

 

"A gente sabe da importância da luz, no momento em que a gente está no escuro!"

Padre Fábio de Melo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 13:44
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito (1)
|
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016

O Bico do Milagre

6p3lkZP14hoZw642LbIb

 Decerto D. Fuas Roupinho sentir-se-ia orgulhoso se visse que esta fiel gaivota, esteve ali durante muito tempo a guardar a rocha onde ele um dia se viu em perigo.

As pessoas chegavam, fotografavam e ela nem mexia, apesar de ver o esvoaçar das suas companheiras.


Conta a Lenda da Nazaré que ao nascer do dia 14 de setembro de 1182, ( faz hoje precisamente 834 anos) que D. Fuas Roupinho, alcaide do castelo de Porto de Mós, caçava junto ao litoral, envolto por um denso nevoeiro, perto das suas terras, quando avistou um veado que de imediato começou a perseguir. O veado dirigiu-se para o cimo de uma falésia. D. Fuas, no meio do nevoeiro, isolou-se dos seus companheiros. Quando se deu conta de estar no topo da falésia, à beira do precipício, em perigo de morte, reconheceu o local. Estava mesmo ao lado de uma gruta onde se venerava uma imagem de Nossa Senhora  com o Menino. Rogou então, em voz alta: Senhora, Valei-me!. De imediato, miraculosamente, o cavalo estacou, fincando as patas no penedo rochoso suspenso sobre o vazio, o Bico do Milagre, salvando-se assim o cavaleiro e a sua montada da morte certa que adviria de uma queda de mais de cem metros.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito (2)
|
Sábado, 12 de Novembro de 2016

Cai Chuva no Portal

IMG_6259a.jpg

 Cai a chuva no portal, está caindo
Entre nós e o mundo, essa cortina
Não a corras, não a rasgues, está caindo
Fina chuva no portal da nossa vida.
Gotas caem separando-nos do mundo
Para vivermos em paz a nossa vida.

Cai a chuva no portal, está caindo
Entre nós e o mundo, essa toalha
Ela nos cobre, não a rasgues, está caindo
Chuva fina no portal da nossa casa.
Por um dia todos longe e nós dormindo
Lado a lado, como páginas dum livro.

 

 Lídia Jorge

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:45
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito (1)
|
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2016

Temos castanhas assadas ou não?

castanhas

 O tabuleiro está vazio, o negócio está a correr bem. Dia de S. Martinho é quase obrigatório prová-las.

Uma adivinha sobre castanhas:

"Eu nasci dentro de um berço,
que ninguém tocar ousava,
aquele que lhe mexia
a pôr a mão não tornava.
Nas cidades, vilas e hortas,
quando me apanham crescida,
as mulheres ociosas
comigo ganham a vida.
Tiram-me o fato, ando nua,
na velhice ao tempo exposta,
quanto mais encarquilhada
mais a gente de mim gosta."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (39) | favorito (2)
|
Terça-feira, 8 de Novembro de 2016

Aqui não há WI-FI

14639605_1160228350681881_4822529073618293491_na

“Entre as imagens que mais profundamente marcaram minha mente, nenhuma excede a grandeza das florestas primitivas, poupadas da mutilação pela mão do homem. Ninguém pode passar por essas solidões intocado, sem sentir que existe mais dentro do homem do que a mera respiração do seu corpo”.
Charles Darwin


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (44) | favorito (4)
|
Domingo, 6 de Novembro de 2016

Artilharia pesada

mar

Há-as pequeninas,  médias, enormes. Muitas vezes sonho estar assim em frente ao mar e captar o que o meu olhar não alcança, ver mais além, com objectivas poderosas e toda a artilharia necessária para o conseguir. Como não tenho uma grande máquina, delicio-me a gravar os silêncios a concentração, a atenção  e sonho um dia ter uma objectiva que atinja o aparentemente impossível, mas depois interrogo-me...será preciso?

 

"Da vida eu registo os melhores momentos, sejam bons ou ruins; os bons para motivação e ruins para superação."

Vinícius Aguiar - Fotógrafo

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:41
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito (2)
|
Sexta-feira, 4 de Novembro de 2016

Em tons de azul

Em tons de azul

 Tudo que for azul, belo, puro, com cheiro de magia, com ar de sinceridade e na forma de um sorriso, me atrai.

Juliana Franco

* Depois colocarei aqui a foto que deu origem a estes tons de azul e cinza, assim é difícil descobrir.

IMG_0353

Concentrador solar ou fogão parabólico

São feitos a partir de conchas espelhadas com formato de parabólica, daí o seu nome. Os raios solares ao entrarem em contato com a superfície concava do fogão são refletidos e estes se cruzam no ponto focal, onde se concentra a energia em forma de calor. Neste caso era colocada no centro uma panela para aquecer água.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:

publicado por Existe um Olhar às 18:00
link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito (2)
|
Quarta-feira, 2 de Novembro de 2016

Quando os nossos olhares se cruzaram

ml4ORDjBVWST38CTbh5O

Éramos perfeitas desconhecidas, mas quando os nossos olhares se cruzaram, parecia que há muito nos tínhamos encontrado.
Não falávamos a mesma língua, mas isso revelou-se desnecessário, os nossos olhos falaram mais que qualquer palavra que pudéssemos trocar.
Falámos dos nossos mundos tão diferentes, mas unidos pela ternura, compaixão e carinho.

Penso que me achaste parecida contigo, se sim, não te enganaste. Ambas estávamos unidas por um destino que nos era comum, ambas sabíamos que algures as nossas vidas se tinham cruzado e que as nossas emoções eram pautadas pela cordialidade, pela fé que nos movia e pelo amor incondicional de dois seres que nada pedem, mas tudo dão. 

E neste diálogo mudo, descobrimos ou melhor ambas sabíamos, que basta saber olhar para que duas almas fiquem ligadas para sempre.

Sabes uma coisa? - Gostei de te conhecer!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:00
link do post | comentar | ver comentários (40) | favorito (3)
|
Terça-feira, 1 de Novembro de 2016

O sorriso das folhas de Outono

0eho4mIeUL3PVLedbiMg

Sorriso audível das folhas,
Não és mais que a brisa ali.
Se eu te olho e tu me olhas,
Quem primeiro é que sorri?
O primeiro a sorrir ri.

Ri, e olha de repente,
Para fins de não olhar,
Para onde nas folhas sente
O som do vento passar.
Tudo é vento e disfarçar.

Mas o olhar, de estar olhando
Onde não olha, voltou;
E estamos os dois falando
O que se não conversou.
Isto acaba ou começou

Fernando Pessoa

IMG_6422a

E nesta eterna procura outonal descobri mais folhas, mais cores e a mistura que me dá mais emoção, nestes dias ainda bem soalheiros. Duas tonalidades que falam um pouco de mim, umas vezes verde esperança, outras vermelho fogo e no meio vou caminhando absorvendo perfumes, acalentando sonhos e saboreando o que de melhor a natureza me oferece

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito (1)
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds