Domingo, 27 de Março de 2016

A água, flexível e frágil...

Água , frágil e maleável

 

Neste mundo, nada é mais maleável e frágil quanto a água. Contudo, ninguém, por mais poderoso que seja, resiste à sua ação (corrosão, desgaste, choque de ondas), ou pode viver sem ela. Não é bastante claro que a flexibilidade é mais eficaz que a rigidez? Poucos agem de acordo com essa convicção

Lao Tsé

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 02:15
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De marrocoseodestino a 27 de Março de 2016 às 14:38
Faz-me lembrar metal derretido.
Boa Pascoa


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:26
Sem dúvida, mas eram apenas os reflexos da vegetação.

Beijos Joana


De miilay a 27 de Março de 2016 às 16:10
Amiga a foto está o máximo, e o pensamento tão certo. Temos que ser flexíveis, se não, teríamos mais problemas.
Beijinho
miilay


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:27
Flexibilidade faz parte das pessoas que se tentam adaptar às diversas situações do dia a dia.
Muito obrigada.

Beijos Miilay


De João Freitas Farinha a 27 de Março de 2016 às 21:20
Simples, mas bonito :) Como é a natureza, aliás!


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:28
Geralmente as coisas simples são as mais bonitas.
Muito obrigada pelo apreço


De Elisa Fardilha a 28 de Março de 2016 às 11:38
Tal como na vida. Temos que ser flexíveis Q.B.

A foto é de uma beleza ímpar.

Beijihos.


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:29
Sem dúvida, senão andamos sempre a remar contra a maré e desgastamo-nos.
Muito obrigada.

Beijos Elisa


De Teté a 29 de Março de 2016 às 14:49
Flexível, frágil e fotogénica,sempre...


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:29
Três qualidades que admiro.

Beijos Teté


De Remus a 29 de Março de 2016 às 17:07
Mas diria, devido aos reflexos e à cor, que esta água mais parece com o petróleo ou óleo. Contudo, até será água pura, dada a quantidade de vegetação que parece estar a apreciar o local.

É uma boa fotografia, porque permite-nos estabelecer uma dualidade antagónica entre o que vemos e o que sentimos.


De Existe um Olhar a 29 de Março de 2016 às 20:31
Na verdade era água limpíssima e não havia nenhuma fonte poluente por ali, apenas os reflexos deram este efeito.

Beijos Remus


De Maria Ladeira a 30 de Março de 2016 às 20:49
Ser flexível não é fácil!
Belo olhar...bj


De Manuel Luis Pereira Rodrigues a 11 de Maio de 2016 às 23:11
Aquele desenho na água, autentico reflexo de uma excelente rapariga.


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds