Quinta-feira, 10 de Julho de 2014

A passagem do tempo



Outrora de uma cor só, bem pintado... o tempo pôs a nu o que estava escondido, assim é a vida, umas vezes limpa e sem mácula, outras manchada de cores que traduzem o que tentamos tantas vezes esconder, porque:


"O verdadeiro é demasiado simples, mas chega-se sempre lá pelo caminho mais complicado."

(desconheço o autor da frase)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:10
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Elisa Fardilha a 10 de Julho de 2014 às 13:28
Vejo na tua magnífica foto uma vida gasta, manchada por mágoas...

Mais uma vez o teu olhar sempre atento.

Uma analogia perfeita que me tocou!

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 10 de Julho de 2014 às 14:20
Todos nós temos mágoas e por mais que as tentemos esconder elas mais tarde ou mais cedo vêm ao de cima.
A carapaça sai e um dia mostramos um pouco do que nos vai na alma.
A natureza é rica e mostra-nos aquilo que tantas vezes queremos esconder.

Beijos Elisa


De Remus a 10 de Julho de 2014 às 14:01

É uma boa fotografia que também poderia servir de metáfora para ilustrar a ideia de que, por mais que tentemos esconder os nossos defeitos e passado, eles acabam sempre por vir ao de cima.

PS: Mais uma vez fui fazer umas pesquisas e descobri que essa mensagem é atribuída a George Sand, pseudónimo de Amandine Aurore Lucile Dupin, uma escritora francesa.
Quem é amigo? Quem é?


De Existe um Olhar a 10 de Julho de 2014 às 14:25
Foi isso mesmo que quis transmitir, tudo mais tarde ou mais cedo se descobre e a nossa alma fica desnudada, quer queiramos quer não.

Ao meu amigo, dectetive privado, os meus sinceros agradecimentos

Hoje deixo um beijo a dobrar


De Ana Freire a 10 de Julho de 2014 às 15:30
O que eu vejo, é que a foto traduz magistralmente, aquilo que a grande maioria das pessoas faz ao longo da sua vida... mudar de cor... para agradar, para se integrar, para se proteger, para... para... um sem numero de paras...
O reverso da medalha, será perder a sua cor original... com o tempo, e perder-se de si mesmas, e nunca se dar a conhecer verdadeiramente aos outros, pois já nem a própria se conhecerá verdadeiramente a si mesma.
E tudo isto para dizer... que gosto de ser coerente com as minhas cores... e por isso... pinto as paredes sempre com a mesma cor!...
Branco! E fica lindamente com todas as decorações...
Foto magnifica, para ilustrar a passagem do tempo.
Beijinhos
Ana


De Existe um Olhar a 11 de Julho de 2014 às 19:07
Poderei eu acrescentar algo mais? Tu disseste tudo o que sinto quando olho para esta foto, mais palavras minhas iam estragar.
Fico com a tua e a minha coerência, sem máscaras, apenas o branco.

Beijos Ana


De jabeiteslp a 10 de Julho de 2014 às 16:28

Cá pra mim
será mais um fresco de algum Picasso Maia
desconhecido...


Xoxo de aqui dos calhaus da Serra
e um belo e grande resto de semana feliz

( por aqui os calhaus já fumegam)



De Existe um Olhar a 11 de Julho de 2014 às 19:13
Também pode ser interpretado assim, cada um vê à sua maneira, este é um fresco à Manu

Por aí já fumega, por cá o vento sopra desalmado

Bom fim de semana João

Beijos


De julieta barbosa a 10 de Julho de 2014 às 17:06
Simplesmente Lindos! Imagem e palavras. Bjs


De Existe um Olhar a 11 de Julho de 2014 às 19:14
Muito obrigada amiga pelo seu apreço.

Beijos Julieta


De Questiuncas a 11 de Julho de 2014 às 10:18
Camadas e mais camadas.
Mas por muitas camadas que hajam, elas só servem para mascarar, porque no fundo somos o que somos.
Esta fotografia é uma bela metáfora da nossa vida.


De Existe um Olhar a 11 de Julho de 2014 às 19:15
Nem mais, sábia interpretação desta foto, eu não diria melhor.

Beijos Questiuncas


De DyDa/Flordeliz a 11 de Julho de 2014 às 13:00
Tu tens imensa sensibilidade para ver e registar este tipo de trabalho.
Está excelente, assim como o pensamento.


De Existe um Olhar a 11 de Julho de 2014 às 19:18
Tem dias uns de loucura, outros de calma, outros de sonho..sou assim, tu já me conheces.

Obrigada e bom fim de semana
Beijos


De Joana a 11 de Julho de 2014 às 21:05
De repente ao olhar a foto lembrei-me da minha avó. A casa dela tinha esse azul.
Mesmo coma passagem do tempo não me esqueço dela.
Beijinho


De numadeletra a 16 de Julho de 2014 às 22:03
Tão linda...


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds