Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

A tatuagem que a natureza me ofereceu


Nunca fui fã de tatuagens e não me atreveria a fazer alguma por mais pequena que fosse.

Enquanto andava à procura da frase que melhor se poderia adaptar à imagem li muitas de tatuagens, sobretudo em inglês, latim e português. Das que li, não escolheria nenhuma.

A melhor tatuagem foi-me dada pela natureza numa tarde de de sol.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:15
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De jabeiteslp a 30 de Julho de 2014 às 11:45

Viva a imaginação e uma pernoca bonita

Beijos e uma feliz tarde

( a partir de sexta andarei por aí, S. M. Porto )


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 17:22
Uma pernoca tatuada, bonita , depende dos gostos
Então vem de férias para S. Martinho? Boa escolha. Eu vou pirara-me para fora este fim de semana.

Boas férias, espero que apanhe bom tempo, relaxe e divirta-se.

Beijos João


De Remus a 30 de Julho de 2014 às 17:16
Já somos dois.
Também não acho piada nenhuma às tatuagens. Nem me vejo algum dia a fazer alguma.
Aliás, hoje em dia a tatuagem até começa a ser algo banal. Começa a ser mais difícil encontrar uma pessoa que não tenha nenhuma tatuagem, do que uma que tenha.

Se ficasse nessa posição durante uma tarde inteira, era natural que o sol lhe fizesse mesmo uma tatuagem bronzeada.
Agora pensando bem, se calhar até seria uma boa ideia. Seriam as verdadeiras tatuagens temporárias.


Pormenor bem apanhado e boa "tatuagem".


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 17:29
E as piores são aquelas que têm o nome do ser amado, um dia zangam-se e têm que aguentar com aquilo, ou raspá-la, um processo bem mais difícil.
Já sabe que não tenho paciência para estar uma tarde inteira de papo para o ar, esta foi mesmo premeditada, vi a sombra da palmeira na relva e fui-me pôr a jeito, enfim, doideiras que me vêm à cabeça de vez em quando.

Beijos Remus


De Eu, simplesmente! a 30 de Julho de 2014 às 17:17
Nada mais bonito do que aquilo que é natural e, nesse aspecto, a Natureza é pródiga.


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 17:30
Plenamente de acordo, o que é natural é bom, faz-nos sentir bem e nesse aspecto a natureza dá-nos grandes lições.

Beijos


De Ana Freire a 30 de Julho de 2014 às 20:03
Uma foto com a assinatura inconfundível da Manu...
Alegria, boa disposição, imaginação, cores sensacionais... uma pernoca geitosa... e umas sandalochas muita loucas... missangas, ou lantejoulas?... Não se distingue bem... mas gosto... bem confortáveis...
Beijos
Ana


De Existe um Olhar a 31 de Julho de 2014 às 12:01
Com a loucura inconfundível da Manu, queres tu dizer
Há ideias que surgem assim do nada, este foi o caso. As chinelas já são velhinhas, mas super confortáveis e os brilhantes que mal se distinguem são missangas, quanto às pernocas serem geitosas é discutível, às vezes o que parece não é, ou diferem as opiniões, eu sinto-me bem com elas, que remédio tenho, não as posso trocar, se pudesse acrescentava-lhes mais uns bons centímetros em altura

Boas férias se entretanto não apareceres mais por aqui.

Beijos Ana


De Elisa Fardilha a 30 de Julho de 2014 às 20:58
Mais uma para o grupo que não gosta de tatuagens!

A foto só podia ser obra da tua sensibilidade e criatividade.

Parabéns!

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 31 de Julho de 2014 às 12:04
É que não gosto mesmo Elisa, acho um horror, pelo menos aquelas que cobrem grande parte do corpo, como é o caso de um certo jogador de futebol da nossa selecção.
Estas surgiram sem estar à espera, comigo as coisas muito pensadas não funcionam.

Beijos Elisa


De numadeletra a 30 de Julho de 2014 às 21:39
Subscrevo ;-)

Beijinhos


De Existe um Olhar a 31 de Julho de 2014 às 12:05
Então fica assente..." não às tatuagens"

Beijos


De ZEKARLOS a 31 de Julho de 2014 às 11:52
Eheheheh muito bom e esta tem uma vantagem, é temporária. Beijinho


De Existe um Olhar a 31 de Julho de 2014 às 12:07
Só podia, já que não sou nada a favor das definitivas, esta foi bem natural, com a vantagem de não ter de gastar dinheiro e de desaparecer mal saí debaixo da palmeira.

Beijos Zé Carlos


De Joana a 2 de Agosto de 2014 às 21:43
E essa não doeu nada.
Bom fim de semana


De Existe um Olhar a 4 de Agosto de 2014 às 08:35
Esta foi uma oferta especial da natureza

Beijos Joana


De cristina a 3 de Agosto de 2014 às 19:41
Criativa Manu, hehehe e esta desaparece rapidinho.


De Existe um Olhar a 4 de Agosto de 2014 às 08:36
Há momentos assim e a natureza brindou-me com esta sombrinha que me soube muito bem.

Beijos Cristina


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds