Terça-feira, 1 de Abril de 2014

Cai ou não cai?

"Equilíbrio é a habilidade de olhar para a vida a partir de uma perspectiva clara - fazer a coisa certa no momento certo.
Uma pessoa equilibrada será capaz de apreciar a beleza e o significado de cada situação seja ela adversa ou favorável.
Equilíbrio é a habilidade de aprender com a situação e de prosseguir com sentimentos positivos. É estar sempre alerta, ser totalmente focado, e ter uma visão ampla.
Equilíbrio vem do entendimento, humildade e tolerância. O mais elevado estado de equilíbrio é voar livre de tudo e, ainda assim, manter-se firmemente enraizado na realidade do mundo."
                                                                                            Brhma Kumaris
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:30
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Remus a 1 de Abril de 2014 às 10:49
Estou a imaginar:
A Manu ia a conduzir como uma doida numa auto-estrada. Quem viu a cena, até pensava que estava num filme de James Bond. Ao fim de alguns quilómetros, foi mandada parar pela polícia. Tentou usar o seu charme e o seu poder de sedução para ver se fugia à multa, mas não deu em nada. Notou que o polícia só podia ser gay, devido às calças justas e com 75% de lycra que ele usava.
O polícia mandou-a sair do carro, para fazer o teste de alcoolemia. Mas ele notou que tinha o instrumento de medição avariado. A Manu soltou um sorrisinho malicioso, como quem diz: É bem feita!
Ele olhou para o lado e viu que existia umas pedras na berma da estrada e teve uma ideia. Pediu à Manu que empoleirasse as pedras umas em cima das outras, sem que nenhuma caísse. Se completasse a tarefa com sucesso, é porque não estava com uma elevada taxa de alcoolemia e poderia ir para casa.
A Manu despachada como é, completou a tarefa em menos de 10 segundos.
O desfecho final desta história, está à vista e a qualidade da fotografia também salta à vista.



De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:04
Polícia, gay, calças de licra...pois só podia ter o instrumento avariado
Vamos imaginar outra cena então: a Manu ia a passear calmamente à beira rio e resolveu descer até junto da água , mas como não levava calçado apropriado, resvalou no cascalho e não fosse um rapazinho alto e musculado estar por ali, ela tinha-se estatelado no meio do chão, felizmente ele amparou-a e ficaram ali por muito tempo os dois à conversa Um cenário bem melhor , não acha?
Agora a verdade:
Junto de um rio haviam alguns montes de pedras como estas que me despertaram a atenção, não faço a mínima ideia como se equilibravam, talvez alguma cola especial ou cimento invisível, o certo é que apesar do vento não caiam...ah e já agora, estava sozinha

Beijos Remus


De momentosdisparatados a 1 de Abril de 2014 às 11:02
Acho que não cai e mais, parece-me mais seguro do que a nossa vida.
Boa semana


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:11
Pelo que me foi dado a ver pareciam bem seguras e sem dúvida mais seguras do que certos momentos da nossa vida.

Beijos


De cristina a 1 de Abril de 2014 às 11:25
A Manu está super criativa.
Podem ter caido depois , mas deu para tirar uma bela fotografia.


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:12
Obrigada Cristina, a criatividade surge quando menos se espera e estas pedrinhas que se mantinham assim à beira rio despertaram a minha atenção.

Beijos Cristina


De Ana Freire a 1 de Abril de 2014 às 13:35
E tá tudo dito!... Não mexo nem numa virgula.
É mesmo desse equilíbrio que eu gosto.
A imagem?
Está para lá de fantástica... tendo em conta o texto...
E hoje despeço-me com uma vénia!...
Beijos
Ana


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:14
Muito obrigada minha fiel marquesa
Fico contente por lhe ter agradado.
Despeço-me com um beijo e retribuo a vénia


De Elisa Fardilha a 1 de Abril de 2014 às 20:54
Estiveste a brincar???

A foto está magnífica/original, além de soberbamente legendada!

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:16
Não Elisa, haviam vários montes de pedras empilhadas como estas à beira rio, como se mantinham assim é que já não sei.

Beijos Elisa


De DyDa/Flordeliz a 1 de Abril de 2014 às 23:57
Um outro dia, cai. Como tudo na vida.
A foto teve um resultado fantástico.


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 18:17
Penso que um dia cairão, ma já lá estavam há muito tempo firmes e hirtas, este montinho e muitos mais ao longo do rio.

Beijos


De Mariiana Capela a 2 de Abril de 2014 às 21:52
O que seria dos nossos blogues sem os comentarios do Remus? Não teriam a mesma piada!
A fotografia está excelente. Transmite-me um certo equilibrio e esse equilibrio transmite-me paz e tranquilidade. Não sei bem porquê..e um pouco de segurança tambem. Gosto muito :)


De Existe um Olhar a 2 de Abril de 2014 às 22:59
Concordo contigo, o Remus já é uma referência no nosso grupo da blogosfera e é um prazer ler os comentários sempre bem humorados, podia ser diferente, mas não era a mesma coisa
Senti o mesmo que tu quando passeava à beira rio e vi vários montinhos de pedras estranhamente em equilíbrio perfeito, tão difícil por vezes conseguir nas nossas vidas.

Beijos Mariana


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds