Sábado, 10 de Maio de 2014

Escuto no silêncio da planície

Escuto mas não sei
Se o que oiço é silêncio
Ou deus escuto sem saber se estou ouvindo
O ressoar das planícies do vazio
Ou a consciência atenta
Que nos confins do universo me decifra e fita
Apenas sei que caminho como quem
É olhado amado e conhecido
E por isso em cada gesto ponho solenidade e risco.

Sophia de Mello Breyner Andresen
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:40
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De jabeiteslp a 11 de Maio de 2014 às 00:04
E a serenidade é latente...


xoxo e uma bela e grande noite assim como BFS


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:19
Pena que a serenidade já tenha passado, ficou o registo do bom tempo que passei por aqui.

Beijos João


De DyDa/Flordeliz a 11 de Maio de 2014 às 00:21
(estou a sussurrar para não quebrar encanto)
Está simplesmente LINDA.

Sophia de Mello uma das escritoras eleitas como - a melhor - pelo rapaz mais novo de casa. Surpreendeu-me. E como gosto de ser surpreendida.

Parabéns


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:22
Já vi que o teu rapaz tem bom gosto, também gosto muito da Sophia , outra coisa não seria de esperar, sai à mãe
Fiquei feliz por teres gostado.
Despeço-me também devagarinho e deixo uma


De Joana a 11 de Maio de 2014 às 09:47
Precisava de um lugar assim para tranquilizar o meu coração...


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:24
Espero que encontres, se não for igual, algo parecido que te traga muita paz.

Beijos Joana


De Elisa Fardilha a 11 de Maio de 2014 às 09:49
Olhando a tua belíssima foto consegui ouvir o silêncio que tanto gosto e por vezes tanto preciso e senti paz!

Que sonho de foto!

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:26
Tive o previlégio de sentir esse silêncio de que tantas vezes precisamos e que nos faz bem à alma.
Muito obrigada.

Beijos Elisa


De Ana Freire a 11 de Maio de 2014 às 23:09
Palavras tocantes, doces e assertivas da sempre extraordinária, e também doce, Sophia de Mello Breyner, que muito aprecio, Manu!
E que não poderiam ser melhor combinadas com a foto, que com esse conteúdo simples e minimalista... mostram grandeza no seu melhor...
Daquelas associações... entre imagens e palavras... que só a Manu consegue, com o seu talento especial...
Beijos, Manu... e reclamações sobre o blog, serão sempre mais que bem-vindas, senão de contrário... como se faz para melhorar?...
Gosto musical por aqui, continua em bom... de um cantor que sempre melhora com o tempo... tal como o Sean Connery... ou o vinho do Porto...
Beijos
Ana


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:32
Com estas palavras fiquei a e quando houver reclamações, não hesites, ok? Sou uma simples amadora e o meu objectivo é aperfeiçoar o que vou escolhendo para colocar aqui, embora reconheça que nunca chegarei aos calcanhares do Sean Connery e muito menos do vinho, só tento que ele não azede
Quanto à música, sou uma eterna romântica e a voz deste homem encanta-me.

Beijos Ana


De Anónimo a 12 de Maio de 2014 às 00:05
Precisava tanto dessa tranquilidade. Se bem que os problemas vão atrás de nós, não é? Ora bolas!


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:36
Acho que todos nós de vez em quando precisamos dela, há é que saber encontrá-la em lugares que nos façam esquecer, nem que seja por pouco tempo, a paz que desejamos.
Problemas? ora serão assim tantos? Ou apenas contratempos? Tu que és uma moça cheia de garra, sei que consegues dar a volta à coisa

Beijos Nadine


De Questiuncas a 12 de Maio de 2014 às 09:01
Com uma extensão destas, tão apelativa, sou obrigado a confirmar que não é só no blog do Remus que por vezes tenho uma vontade desenfreada de ir a correr pela fotografia fora.


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:37
Dá vontade de correr, não dá? E pensas que não o fiz? Parecia uma maluquinha

Beijos Questiuncas


De Remus a 12 de Maio de 2014 às 15:28
Bela simplicidade. Com os dois "objectos" no sitio certo. A regra dos terços, em perfeita acção.
A harmonia entre o prado e o céu é perfeita.
É uma daquelas fotografias onde o menos é mais.


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:38
E não há nenhum defeitozito? Assim fico sem argumentos e resta-me agradecer.

Beijos Remus


De Remus a 13 de Maio de 2014 às 17:22
Dito assim, até parece que arranjo sempre forma de colocar defeitos em tudo.
Devo ser mesmo um má pessoa...


De Existe um Olhar a 13 de Maio de 2014 às 18:08
Oh Remus, colocar algum defeitozito numa foto, não quer dizer que seja má pessoa, longe de mim pensar tal coisa, significa sim poder aprender um pouco mais e sabe muito bem o quanto eu e todos nós gostamos dos seus comentários bem humorados.
Não se esqueça que aqui a bruxinha até sabe que é uma boa alma


De Miguel Alexandre Pereira a 12 de Maio de 2014 às 15:56
Adoro a paisagem, uma imagem perfeita da beleza do país! Uma planície fantástica :)


De Existe um Olhar a 12 de Maio de 2014 às 16:40
Felizmente o nosso país tem encantos de sobra e esta planície verdejante seduziu-me..

Beijos Miguel


De numadeletra a 12 de Maio de 2014 às 19:00
Que beleza... e o poema, tão apropriado e tão bonito.

Boa semana.
Beijinhos.


De Existe um Olhar a 13 de Maio de 2014 às 02:08
Fico feliz por teres gostado e que continuemos por muito tempo a partilhar o que mais gostamos.
Mais uma vez parabéns

Beijos


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds