Quarta-feira, 8 de Abril de 2015

Flor que não dura

 Flor que não dura

Mais do que a sombra dum momento 

Tua frescura
Persiste no meu pensamento.

Não te perdi
No que sou eu,
Só nunca mais, ó flor, te vi
Onde não sou senão a terra e o céu.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:10
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De Remus a 8 de Abril de 2015 às 12:28
Flor que não dura... mas que vão perdurar na fotografia.
Esta fotografia faz-me lembrar os "enfeites" para receber o compasso pascal, onde o chão das entradas das casas ficam adornadas de pétalas e de folhas verdes. E também existe quem adorne os muros com flores, tal como é este caso.
Não sei se por aí existe esse costume, mas por aqui existe.


De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 18:32
Quando era criança e vivia numa aldeia, tudo ficava adornado, agora que vivo num caixote, não há enfeites e padre nem vê-lo.

Beijos Remus


De jabeiteslp a 8 de Abril de 2015 às 13:48
Mas devidamente reproduzida
em momentos e na vida...


Bela e feliz tarde de aqui dos calhaus Invernais
de novo
e um Xoxo enorme também


De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 18:34
As flores são sempre um adorno que enche a vista, não é mesmo?

Por aqui a invernia também começou

Beijos João


De marrocoseodestino a 8 de Abril de 2015 às 15:07
Não dura, mas consegue fazer um chão tão bonito.
Boa semana


De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 18:35
Eu também adoro vê-las caídas pelo chão, parecem tapetes coloridos.

Beijos Joana


De miilay a 8 de Abril de 2015 às 16:34
Amiga enquanto dura é maravilha, até quando desmaia! É como nós temos que Viver enquanto nos é permitido. E com o teu olhar estas flores vão durar,durar...
Beijinho
miilay


De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 18:38
É verdade amiga, temos que aproveitar cada momento e tirar o máximo partido do que a vida nos oferece.

Beijinhos Miilay


De cristina a 8 de Abril de 2015 às 19:08
Durou pouco tempo, mas espalhou sua beleza.


De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 19:12
Que dure para o nosso olhar .

Muito obrigada.

Beijos Cristina


De Elisa Fardilha a 8 de Abril de 2015 às 20:31
Associo as buganvílias às trepadeiras que tinha, em Luanda, no
caramanchão do jardim.

A flor está de uma beleza ímpar.

Beijinhos.



De Existe um Olhar a 8 de Abril de 2015 às 20:53
Adoro ver uma bela varanda adornada com estas flores. Já estou a imaginar o teu caramanchão em Luanda, há coisas que nunca esquecem e quando se trata de flores e jardins , então ainda mais.
Muito obrigada.

Beijos Elisa


De omeumaiorsonho a 8 de Abril de 2015 às 22:58
Este já conhecia ;)


De Existe um Olhar a 9 de Abril de 2015 às 17:14
O poema? Pessoa é sempre uma referência que eu admiro.

Beijos


De Kok a 8 de Abril de 2015 às 22:59
Desta vez fui primeiro ler para não me enganar: são pétalas de buganvilia. (que raio de nome). Mas também não são passiveis de serem confundidas com flores de amendoeira.
À varanda, descansavam
numa tarde de calmaria
mostrando-se aos que passavam
a suave cor que tiveram um dia.

Sei que é uma quadra mal amanhada mas também não é minha intençõn rivalizar co Pessoa.

Beijinhos perfumados com sorrisos


De Existe um Olhar a 9 de Abril de 2015 às 17:17
E eu na varanda fiquei
Com o cheiro das flores
Peguei numa e atirei
Ao meu amigo , que hoje, é rei!

Também não sou Pessoa, mas ficam aqui os meus parabéns para ti!
Sorrisos e beijos a dobrar


De Kok a 10 de Abril de 2015 às 11:01
obrigado!
(na falta de uns lábios limpos ficam mesmo estes com baton)


De l'angevine a 9 de Abril de 2015 às 10:53
belle lumière sur ce sujet


De Existe um Olhar a 9 de Abril de 2015 às 17:19
Les fleurs nous donnes toujours des belles cadeaux.

Bisous Angevine


De Miguel Alexandre Pereira a 9 de Abril de 2015 às 16:55
Adoro a delicadeza desta foto, simplesmente extraordinária. Uma foto artística no seu estado puro. Gostei imenso, fico sempre maravilhado com os teus registos :)

http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/


De Existe um Olhar a 9 de Abril de 2015 às 17:20
A sensibilidade não é só de quem tira a foto, mas também de quem a contempla e o demonstra com palavras simpáticas como as tuas.

Beijos Miguel


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds