Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Foi num dia de verão

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.
Ás vezes brilha o sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.
Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:
Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.
(William Shakespeare)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:20
link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De miilay a 28 de Julho de 2014 às 21:45
Manu, que tons magníficos! O poema ,é fabuloso ! É do
William Shakespear.
Bons dias de Verão para ti.
Beijinho
miilay


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:35
Percorrer uma mata assim verdejante foi um privilégio, árvores seculares, o cheiro bom, o canto das aves e caminhar sem pressa, saboreando cada momento, este foi sem dúvida um dos passeios que mais me encheu a alma.

Beijos Miilay


De Eu, simplesmente! a 29 de Julho de 2014 às 01:41
O milagre da imortalidade do belo, seja ele qual for.

Abraço.


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:36
E enquanto os homens cuidarem e não destruírem, estes são momentos, sem dúvida imortais na minha memória.

Beijos


De jabeiteslp a 29 de Julho de 2014 às 08:30
De grande porte
raras já na sua beleza

na sua grandeza...

Um belo dia


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:38
Há muito que não via uma mata tão bem preservada e com árvores seculares, foi um prazer passear por aqui.

Beijos João


De Remus a 29 de Julho de 2014 às 16:11
Está linda.
Com esta exuberância em tons de verde, que existe em toda a volta, estes troncos até parecem mais bonitos.
Está uma fotografia que é um "must".


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:40
Para qualquer lado para onde me virasse o verde era rei e foi difícil a escolha, tantas as fotos que tirei nesta mata fabulosa de Sintra. Vale a pena ir.

Beijos Remus


De Elisa Fardilha a 29 de Julho de 2014 às 18:09
São sempre lindas em qualquer estação.

Está está genial...uma foto tirada com mestria!

Para quando um livro de fotos?

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:43
Um livro Elisa? Simpatia tua...até lá tenho muito que aprender. Estes são momentos que vou captando sem outra intenção a não ser ter e dar prazer aos que me visitam e que partilham assiduamente, como tu, o que vou registando por aí.

Beijos Elisa


De cristina a 29 de Julho de 2014 às 22:34
A natureza é linda e perfeita!


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:44
Sem dúvida o melhor que temos e onde vamos buscar energia para seguir em frente.

Beijos Cristina


De lis a 30 de Julho de 2014 às 00:22
Oi Manu , que lindeza!
Os troncos nus tem proporcionado grandes fotos.Ainda essa semana já vi um outro onde renascia um galho verdinho num tronco serrado e seco.
Agora o seu que pelo viço parece estar inteiro e muito lindo de ver !
Gosto muito dessa nossa natureza que aqui ou aí tem muitas coincidências _ todas lindas!
abraços, Manu, uma boa noite


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:49
A natureza brinda-nos com presentes que nos enchem a alma.
Amo passear em matas verdejantes, como aconteceu neste passeio, onde tive oportunidade de contemplar uma mata bem conservada, repleta de árvores seculares e fiquei embevecida e pelo que conheço do seu Brasil, sei que as paisagens idênticas são constantes e um deleite para a vista.

Beijos Lis


De Nadine Pinto | Fotografia a 30 de Julho de 2014 às 00:39
Que detalhe lindo. Mas o verde, que verde! Adoro!


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:51
E já te estou a imaginar nesta mata em Sintra a tirares as tuas fotos sempre tão especiais e únicas.

Beijos Nadine


De Ana Freire a 30 de Julho de 2014 às 01:54
Hoje um bocadinho... bem mais tarde, do que o habitual... pois o tempo voa por estes dias, antes de zarpar... só duas palavras, para dizer o que eu acho...
Deslumbrante e fabulosa!
Beijos
Ana


De Existe um Olhar a 30 de Julho de 2014 às 07:55
Quer dizer então que a Ana vai zarpar e ficamos sem os comentários, sempre tão simpáticos?
Férias? Que sejam óptimas, que relaxes e que nos tragas fotos, muitas fotos
Eu também estou no ir, mas desta vez posso continuar a colocar aqui o que vou contemplando e que me dá prazer.

Beijos Ana


De numadeletra a 30 de Julho de 2014 às 21:40
Nem imaginas o quanto adoro esta fotografia!!!


De Existe um Olhar a 31 de Julho de 2014 às 15:53
E se tu andasses em toda a zona envolvente , tenho a certeza que te sentias no céu. Se um dia puderes vai a Sintra e verás toda a beleza de um local super bem conservado e com árvores fabulosas.
Eu adorei.

Beijos


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds