Sexta-feira, 10 de Abril de 2015

Fragilidades

 

 E me perguntei a que me referia com coisas frágeis. Parecia um belo título para um livro de contos. Afinal, existem tantas coisas frágeis. Pessoas se despedaçam tão facilmente, sonhos e corações também.
Neil Gaiman

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:30
link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De Maria Ladeira a 10 de Abril de 2015 às 11:52
Grata pela sua visita!
Gosto de blogs com belos olhares e pouco texto...por isso terei muito gosto em passar por aqui!
A sua escolha...foto e texto...enquadram-se na perfeição...por isso foi excelente!
Bom fim de semana!


De Existe um Olhar a 10 de Abril de 2015 às 15:39
Também fico agradecida pela sua visita e palavras.
Normalmente só coloco uma foto, mas acho que tenho que mudar de estratégia nalguns casos, já que faço visitas a determinados lugares e se colocar só uma não dá ideia do todo.

Bom fim de semana também para si

Beijos


De Mia a 10 de Abril de 2015 às 14:00
Ah, essa coisa tão frágil que é a vida!
Uma frase sem dúvida bonita, muito bonita.
Beijinho
Mia


De Existe um Olhar a 10 de Abril de 2015 às 15:41
Frágil e efémera, por isso há que aproveitar todos os momentos bons.

Fiquei sem o link do seu blog, acha que mo pode enviar?

Beijos Mia


De Remus a 10 de Abril de 2015 às 15:14
Prontos!
Enervou-se... e partiu a casa toda.
Esta Manu é um perigo. Afoga máquinas fotográficas e depois vinga-se nos vidros das portas e janelas.


Vamos lá ter calma. Respirar fundo. Fazer a posição do "Utthita Trikonasana" e relaxar...


O efeito gráfico ficou muito bem conseguido e os tons pastel (acho que podemos chamar assim) deram "aquele" toque especial à composição.


De Existe um Olhar a 10 de Abril de 2015 às 15:45
Pronto já estou em modo zen
Já parti o que tinha a partir, já deitei cá para fora o que não interessava e agora vou dizer essas palavras esquisitas que me enviou, sento-me de pernas cruzadas, olhos semicerrados e acrescento..ommmmmmmmmmm
Grata pela apreciação à minha partitura

Beijos Remus


De Questiuncas a 10 de Abril de 2015 às 17:02
Conseguiu este resultado logo à primeira, ou teve de partir vários vidros?
Se para o castelo fosse preciso vidro, já sei a quem ia pedir.


De Existe um Olhar a 10 de Abril de 2015 às 17:11
Foi logo tudo com o primeiro calhau que encontrei
Eu até lhe podia dar algum para o castelo, mas não ia ficar tão real, naquele tempo ainda não haviam vidreiras e a menina R se aparecesse com um castelo com vidros, não ia ficar muito bem vista

Beijos Questiuncas


De Rui Espirito Santo a 10 de Abril de 2015 às 22:31
A foto,... fantástica e perfeitamente titulada e bem de acordo com a citação !

Mas na verdade, há muito mais coisas frágeis que o que possamos imaginar e nem nos apercebemos de tamanhas fragilidades.
Quantas vezes, só nos apercebemos disso tarde demais ?!


Beijinho, Manu e bom fim de semana !
:)


De Existe um Olhar a 11 de Abril de 2015 às 16:37
Primeiro agradeço as palavras de apreço à foto.
Quanto às fragilidades subscrevo o que disseste, penso que as fragilidades emocionais causam mais danos que as materiais e essas por vezes permanecem escondidas durante demasiado tempo, tempo esse, que pode causar estragos difíceis de consertar.

Bom fim de semana também para ti.

Beijos Rui


De Ricardo Santos a 10 de Abril de 2015 às 22:41
Algumas fragilidades cortam na realidade !
Boa foto !


De Existe um Olhar a 11 de Abril de 2015 às 16:38
Concordo, há fragilidades que se tentam esconder e mostra-se uma realidade bem diferente do que se passa dentro de cada um de nós.
Muito obrigada.

Beijos Ricardo


De jabeiteslp a 11 de Abril de 2015 às 08:58
É o raio do tempo
que nos fragiliza
a cada momento...
assim
viva o fim de semana
a Primavera também
e o Verão que nunca mais vem...

Bom fim de semana
Xoxo de aqui dos calhaus molhaditos


De Existe um Olhar a 11 de Abril de 2015 às 16:41
Se chove, se neva, se há tempo cinzento é inevitável o nosso estado de espírito ficar mais frágil, felizmente por aqui o sol brilhou e não há fragilidade que ataque, há luz , alegria e vontade de andar por aí.

Bom fim de semana , espero que com muito aí nos calhaus.

Beijos João


De Paulo César Silva a 11 de Abril de 2015 às 13:36
acho que agora nem no glassdrive, carglass ou outra loja deste tipo vai conseguir recuperar o vidro!!! foi demasiada violência
excelente grafismo criado pelas cores, reflexos e sombras.


De Existe um Olhar a 11 de Abril de 2015 às 16:45
São estilhaços de uma parte da cidade que ninguém ousa visitar, porque estão fora dos circuitos turísticos e completamente ao abandono. Eu arrisquei e meti-me , com algum receio, confesso, nos meandros mais perigosos e saíram estes estilhaços, pedaços de vida que foi, mas já não é.
Muito obrigada.

Beijos Paulo


De numadeletra a 13 de Abril de 2015 às 11:48
Fotografia muito interessante.
Adorei a citação.

Beijinhos


De Existe um Olhar a 13 de Abril de 2015 às 12:10
Detalhes do dia a dia que vou captando aqui na minha cidade, sobretudo na parte mais degradada , onde geralmente ninguém vai.

Beijos


De Roadrunner a 16 de Abril de 2015 às 23:27
E às vezes até é preferível despedaçar do que estalar ou rachar.

Saudações da Covina.


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds