Quinta-feira, 4 de Agosto de 2016

Jogada no lixo

Achei no lixo

Encontrei-a no lixo!
Rancorosa, olhar de inveja, mesmo sorrindo, disfarçando medos, senhora de um mundo que nunca lhe pertenceu.

Vagueou sem destino, sem rumo certo, sem norte...magoou, talvez tenha sido ferida, quem sabe!
Hoje tem apenas um canto no meio dos espinhos.
A lei do retorno é implacável, aquilo que semeou, hoje colheu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:40
link do post | comentar | favorito (2)
|
28 comentários:
De jabeiteslp a 4 de Agosto de 2016 às 21:42

Desejo um grande e feliz fim de Semana
que pelo que vejo
esta também abana....

Beijinhos


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:03
Aqui , como se costuma dizer" até a barraca abana"
Espero que por aí tudo esteja calminho e que bons ventos soprem a favor.

Bom fim de semana
Aqui do meu canto banhado de , deixo um beijo


De jabeiteslp a 5 de Agosto de 2016 às 21:09
Mas de aqui a 15
começo a esconjurar o Oeste
onde tudo o que mexe
ai ai e ui ui e etecetera... brinco
Coração ao alto e beijinhos de aqui da Covilhã


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 21:19
Pois pois, já percebi...vai haver uma invasão de boa disposição aqui para o oeste.
Venha daí de máquina em punho para filmar as belezuras aqui da costa

Beijos ainda do Oeste para as terras altas


De Ricardo Santos a 4 de Agosto de 2016 às 21:43
Gostei da foto e do teu texto !


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:04
Muito obrigada pela tua visita, apreço e comentário.

Beijos Ricardo


De Janita a 4 de Agosto de 2016 às 23:16
A foto está fabulosa! O texto, muito bem escrito, segundo a face que tu lhe anteviste e entendeste no olhar. Diferente do habitual. Há sentimentos corrosivos e destruidores. Malfazejos e manipuladores...E a lei do retorno, existe, sim!!

Beijinhos, Manu.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:11
Como se costuma dizer, quem semeia ventos colhe tempestades e não é um sorrisinho que me convence, gosto de olhar na alma, olhos nos olhos e quando vi este bocado de papel rasgado num monte de lixo, lembrei-me de falar de gente que suga, que inferniza a vida dos outros a troco de nada.
Como tu bem dizes há sempre a lei do retorno.

Beijos Janita


De Maria Glória D'Amico a 5 de Agosto de 2016 às 02:52
Encontros reveladores, com uma foto inusitada.
Manu, um beijinho e forte abraço e o desejo de dias felizes.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:14
Na vida temos sempre encontros uns bons outros menos bons, há que saber gerir uns e outros para que o equilíbrio reine nas nossas vidas.
Um bocado de papel rasgado no lixo deu esta prosa
Que os seus dias sejam repletos de alegrias
Bom fim de semana

Beijos Glória


De blogolivropensamento a 5 de Agosto de 2016 às 09:49
Este tipo de pensamentos são sempre uma inspiração. Parabéns.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:16
Espero que boa
Muito obrigada pela visita.

Beijos


De edite a 6 de Agosto de 2016 às 11:51
Claro que sim!:)


De Carlos a 5 de Agosto de 2016 às 10:11
Alguns destinos malfadados são mais do que merecidos!
Como dizes, a lei do retorno é implacável.
Beijinho.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:38
Apesar de tudo, não gosto de ver ninguém a sofrer, mas o universo encarrega-se retribuir as maldades que certas pessoas inflingem nas outras.

Beijos Carlos


De Rui Espirito Santo a 5 de Agosto de 2016 às 15:17
Não conheço a realidade. Se fizeste a montagem da foto, se encontraste mesmo, seja como for conseguiste um belíssimo efeito e um belíssimo post ! :)
... mas olha que não me parece rancorosa nem com olhar de inveja ! :)))

Um beijo, Manu. :)


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 15:25
Não fiz montagem, encontrei esta foto meia rasgada num monte de lixo.
Sabes que as aparências iludem e são por vezes as que mais sorriem e que nos falam de mansinho que mais enganam...fala a experiência.
Felizmente aqui no meu canto não tenho razão de queixa, tudo gente 5* e se por acaso há alguém inconveniente, faço delete
Que a nossa amizade continue sempre a ser bem real.

Beijos Rui


De Remus a 5 de Agosto de 2016 às 15:42
Grande Manu!
Nem digo mais nada. Para bom entendedor meia palavra basta.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 16:00
E não disse tudo, se o fizesse era igualar-me a certa gentinha que está mal psicológicamente e dessas , devemos ter pena. São tristes, azedas, infelizes e mal amadas
O tempo em que lia e calava já lá vai, agora, quando me chega a mostarda ao nariz, saiam da frente

Beijos Remus


De Elisa Fardilha a 5 de Agosto de 2016 às 18:17
A fabulosa foto esconde um segredo que só tu ou ambas sabem!
Ficará sempre a dúvida nos comentadores o que aumenta a beleza da foto.

AMEI a foto e a soberba e verdadeira legenda.

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 20:18
Foi por acaso que ontem encontrei este pedaço de figura feminina numa lixeira; como sou mulher de impulsos, saí do carro e fotografei.
Sobre as palavras cada um dá-lhe a interpretação que quiser, talvez tenha sido mais dura que o habitual, mas na vida nem tudo são flores e de vez em quando devemos deitar cá para fora o que sentimos.
Fico-te sempre grata pelas tuas palavras amiga.
Beijos Elisa


De contempladora ocidental a 5 de Agosto de 2016 às 19:11
Sempre original! : )


De Existe um Olhar a 5 de Agosto de 2016 às 20:18
Tento

Beijos Catarina


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds