Quinta-feira, 20 de Abril de 2017

Meditar

IMG_8528a.jpg

Meditar é limpar a mente e há muitas formas de o fazer, não vou enumerá-las todas.

Contar bagos de milho ou de arroz é hábito em países budistas.

Lembro-me que em casa da minha avó se punha o feijão em cima de uma mesa para o limpar antes de colocar de molho, mal eu imaginava que estava a meditar

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags: ,

publicado por Existe um Olhar às 13:05
link do post | comentar | favorito
|
21 comentários:
De Isabel Sá a 21 de Abril de 2017 às 14:51
Não me estou a ver a contar bago de arroz ou limpar o feijão para meditar...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt


De Remus a 21 de Abril de 2017 às 14:59
Bela composição. As cores, a forma como foi enquadrada, as dobras do tecido... acho que resultou tudo muito bem.

Meditar, meditar acho que nunca o fiz. Mas já descasquei e escolhi muito feijão, favas, ervilhas, milho... por isso, pelo que a Manu disse, acho que então já meditei.


De Fernanda Maria a 21 de Abril de 2017 às 21:07
Manu, faço meditação várias vezes por semana e é através dela que consigo apaziguar a minha alma. Aliás a meditação também faz milagres com as dores físicas.
A foto está magnífica e com muita luz, como a meditação

Um beijinho e bom fim de semana


De Maria Glória D'Amico a 21 de Abril de 2017 às 23:37
Bela imagem, um colorido que encanta!
Andar também é meditar, eu aprecio tanto caminhadas. Fico renovada!
Beijocas Manu e um ótimo final de semana


De Rui a 22 de Abril de 2017 às 13:55
Quantas vezes estendi o arroz na mesa para lhe retirar as "pedrinhas" !!! ... Do feijão, não me recordo de o ter feito !
Não me apercebia que era uma forma de meditaçao, mas que era relaxantes, isso era ! :))
... E quantas outras forma de meditar há, de que nem nos apercebemos ! :))

Beijinhos


De Luisa a 22 de Abril de 2017 às 16:08
Nunca tinha imaginado uma meditação assim... :)
Gosto da foto.


De contempladora ocidental a 23 de Abril de 2017 às 02:28
Ah!! Também me recordo agora que a minha avó materna escolhia o feijão em tabuleiros; e que as empregadas que partiam as amendoas, com martelos e pedras grandes, as colocavam em grandes tabuleiros para retirar as amendoas partidas; afinal, todos estavam a meditar e eu nem sabia!!


De Elisa Fardilha a 23 de Abril de 2017 às 13:53
Bem que precisava de meditar!
Nunca escolhi feijão, logo nem essa forma antiga de meditar, experimentei.

Adorei a foto com seus cores quentes. O pormenor de apenas as mãos e o pote está fantástico.

Beijinhos.


De L.Reis a 23 de Abril de 2017 às 15:38
A única coisa que costumo contar são os dias que faltam para as férias e as moedas que tenho na carteira. Diga-se de passagem que nenhuma destas contagens me relaxa, antes sim pelo contrário! :):) Se calhar o melhor mesmo é dedicar-me à contagem do feijão carolino! Adorei a profusão de laranja na tua imagem e as formas do tecido. O motivo principal relegado para o canto fez o resto. Muito bom!


De Maria Araújo a 27 de Abril de 2017 às 18:28
Bela foto!
Cá em casa, há longos anos, costumava-se escolher o arroz , o grão, o feijão. E eu tinha de ajudar.
Mas se muito se escolhia e separava, mais o meu pai ( só ele) se queixava que trincara uma pedra de arroz.
Agora, não fazemos nada disso e não nos queixamos de nada.
Beijinho


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

27
28


.posts recentes

. Temporariamente encerrado

. Quase vazias...

. Enamoramento

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds