Domingo, 28 de Setembro de 2014

Melancolia

A melancolia não é um estado de espírito, mas sim o espírito sem estado.

(Vitor Durão)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:14
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De pimentaeouro a 28 de Setembro de 2014 às 23:26
Palavras que quê. A imagem diz tudo.


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:41
Ora nem mais, um olhar vale por mil palavras.
Obrigada pela visita.

Beijos


De Kok a 28 de Setembro de 2014 às 23:59
Apesar de ser "a preto e branco" neste fotografia consegues mostras as cores de uma vida, seguramente uma vida de luta, de esforço de querer e de saber, de tristeza, de mágoa e de desilusão, de ter e não ter um pão!
E no entanto não se vê revolta!
Beijinhos com sorrisos coloridos!


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:40
Como tu sabes Kok! Gostei do modo como interpretaste este olhar.
Ao invés de revolta no olhar, vi conformismo, aceitação, alguém que desistiu de sonhar.

Beijos e sorrisos de todas as cores


De Eu, simplesmente! a 29 de Setembro de 2014 às 00:55
Vazio num misto de desencanto, eis a minha leitura. Estarei certa? O homem é um mistério!


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:36
Como são misteriosos todos os olhares de quem já não tem muita esperança ou sonhos na vida, foi o que deduzi.

Beijos


De marrocoseodestino a 29 de Setembro de 2014 às 10:05
Quase se pode imaginar a vida desse homem. Digo quase porque nem sempre o que imaginamos é a realidade.
Mas atrevo-me a dizer que aquele rosto está carregado com muita desilusão, amargura e desistência de lutar...
Boa semana Manu


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:35
Boa análise Joana, disseste muito do que pensei ao olhar para este homem, pena que hoje, mais que nunca vejamos por aí, olhares idênticos a este.

Beijos


De jabeiteslp a 29 de Setembro de 2014 às 10:22
E solidão também, penso eu...


Boa semana por aí


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:33
Muita solidão João, sem dúvida. Sozinho na noite numa rua de Paris, foi assim que interpretei.

Beijos João


De DyDa/Flordeliz a 29 de Setembro de 2014 às 11:03
...e mistério.
A p&b ainda lhe dá mais drama.
O homem tem uns olhos lindissimos e que parecem ser ele o observador.
Parabéns


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:32
Sim, há muito mistério neste olhar e apesar de saber que estava a ser fotografado este olhar continuou impenetrável, como se me pedisse para desvendar o que lhe ia na alma...eu tentei, mas será que consegui?

Beijos


De Elisa Fardilha a 29 de Setembro de 2014 às 13:58
Um olhar cada vez mais comum.

Os olhos são o espelho da alma!

O P&B acentuou-lhe a tristeza!

Magnífica foto!

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:28
Tirei esta foto a cores, depois passei-a para P&B, acho que lhe deu mais força e transmite num olhar triste e vago o que vai na alma de quem anda na rua ao abandono, seja aqui ou noutro lugar do mundo.

Beijos Elisa


De Miguel Alexandre Pereira a 29 de Setembro de 2014 às 22:33
Que grande retrato, fantástico! Mais uma demonstração da tua capacidade. Este olhar tem implícita uma mensagem enorme!


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:26
A mim também me diz muito esta foto Miguel, a expressão é de abandono, de tristeza, de solidão e de tanta coisa que não consegui descodificar.

Beijos


De Remus a 30 de Setembro de 2014 às 17:58
Aqui está uma fotografia que acho que não teria "coragem" para tirar. Tirar um retrato a um estranho (pelo menos parto do principio que é uma pessoa estranha à Manu) e sem autorização (ou será que a Manu pediu autorização?) é coisa que não faço.
Não tenho a lata de chegar à beira de alguém e perguntar se posso tirar um retrato.
Sou um "rapazinho velhote" tímido.


De Existe um Olhar a 30 de Setembro de 2014 às 18:24
Monsieur Remus, esta foto foi tirada há alguns anos em Paris e tive o cuidado de pedir autorização para o fazer, talvez por ser em francês o que minimizou também a minha natural timidez.
Adoro fotografar pessoas e não o faço mais vezes por acanhamento, mas a tentação é grande e agora que tenho uma objectiva que vai daqui até aí, talvez o comece a fazer, mas quando viajar, não vá alguém aqui no nosso cantinho processar-me por violação de privacidade.

Beijos Remus


De Questiuncas a 1 de Outubro de 2014 às 09:14
Parece-me que temos uma séria candidata a um dos lugares cimeiros do Flinpo.
Fotografias a pessoas raramente tiro, sou muito envergonhado, apesar de gostar muito deste tipo de fotografias.


De Existe um Olhar a 1 de Outubro de 2014 às 09:26
Não sei não, já vi por lá fotos muito boas.
Também sou envergonhada e raramente tiro a pessoas sem pedir e as vezes que o fiz, não me livrei de um raspanete
Esta foi tirada em Paris, mas pedi para o fazer.

Beijos Questiuncas


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

27
28


.posts recentes

. Temporariamente encerrado

. Quase vazias...

. Enamoramento

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds