Terça-feira, 8 de Março de 2016

Morte e vida

Renascer

 

No equilíbrio da vida e da morte
plantei sementes que criarão flores,
e todos os dias busco nesse recanto
de saudades, seguir esse nascer,
sopro da força de novas energias
que preencherão os espaços mortos.

A morte é apenas a passagem no portal
da vida para outras possíveis dimensões,
mas a energia cósmica não se perde,
e retorna ao todo para novas vidas.

Victor Motta

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:15
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Isabel Pires a 8 de Março de 2016 às 22:45
Manu, esta foto está um arraso!
Parabéns!
Beijo


De João Freitas Farinha a 8 de Março de 2016 às 23:02
Resultam muito bem estes contrastes de cores, formas e texturas.


De Rui Pires a 9 de Março de 2016 às 08:54
Sublimes palavras para uma estupenda foto! Amo demais esta foto Manu! Linda, linda, linda!
Obrigado por partilhares esta tua sensibilidade que tens para a fotografia com o planeta blogosférico!

Bjs


De Chic'Ana a 9 de Março de 2016 às 10:53
Adoro as cores, os tons vibrantes desta imagem. Os contrastes!! Muito bom!


De poetaporkedeusker a 9 de Março de 2016 às 11:16
Gostei muito deste poema, Victor Motta.

A poesia é, efectivamente, o veículo ideal para as nossas concepções pessoais de vida e morte.



De Manuela a 4 de Junho de 2016 às 21:38
Deixo aqui a minha versão italiana desse intenso poema:

Morte e vita

Nell’equilibrio tra la vita e la morte
ho sparso semi che daranno fiori,
ed ogni giorno vengo in questo nido
di ricordi per spiarne la nascita,
vigoroso afflato di nuove energie
che colmeranno gli spazi morti.

La morte è solo il passaggio per il portale
della vita verso altre latenti dimensioni,
ma l’energia cosmica non va perduta,
e fa ritorno al Tutto per nuove vite.

(tradução italiana de Manuela Colombo)

http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/index.php?cdPoesia=126432


De Maria Ladeira a 9 de Março de 2016 às 20:51
Esta foto está bem linda!
Essas palavras fizeram_me pensar e bastante!
Boa noite e bj


De Rui Espírito Santo a 9 de Março de 2016 às 21:42
... E o título - "Morte e vida" ... Que outro poderia ser a traduzir tão bem a morte e vida expressa na fantástica foto e o teor do poema !!!
Como é possível conseguires fazer sobressair na foto esse verde tão verde (vida) e a morte em que assenta ?! ...
Adorei, Manuela ! :)

Beijo ! :)


De Remus a 10 de Março de 2016 às 14:09
Hoje não me apetece falar da morte... hoje só quero vida... Até porque por aqui, o dia está radioso, está lindo!


Mas posso falar que esta fotografia ficou fantástica. Até parece uma fotografia de estúdio, onde tudo foi pensado e controlado ao pormenor. O verde fez um contraste perfeito com os restantes tons escuros.
Ficou muito bem!
Parabéns!


De Elisa Fardilha a 10 de Março de 2016 às 19:30
Segundo Pessoa "Morrer é só não ser visto".

Fiquei sem palavras perante a beleza ímpar da tua foto.

Beijinhos.


De batidasfotograficas a 10 de Março de 2016 às 22:19
Também na medicina se aplica; dentro do mesmo contexto, o transplante de órgãos, com a morte dá-se vida.
Bj


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds