Domingo, 11 de Janeiro de 2015

Não se iludam

 

Só porque a água está calma, não pensem que não há crocodilos.

Provérbio Malaio

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:06
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De cristina a 11 de Janeiro de 2015 às 19:35
Que fotografia linda!
Gosto da textura do animal, do verde que combina com o verde da água.


De Paulo César Silva a 11 de Janeiro de 2015 às 21:35
quando vi esta foto pensei: "deixaram cair uma carteira caríssima à água!" mas afinal é um daqueles bichos que chora a comer... tipos os miúdos quando fazem birra!!!

os Malaios não são burros!!!!!

excelente foto!!!!


De jabeiteslp a 11 de Janeiro de 2015 às 22:16
Êláááááááá´´aá´...


que essa malta quando dá dentada

a eterna viagem não acaba...


Xoxo de aqui Bonita
e também uma bela semana

embora pareça uma obra de arte
Êlááááááááa


De Vasco a 12 de Janeiro de 2015 às 00:21
A foto está excelente. Dá para ver pormenores raramente destacados neste animal, como os seus fortes músculos nos membros, o que lhes permite "correr" com uma velocidade considerável, atendendo ao peso e corpo. Curiosamente, as escamas deste não me enojaram: tal e qual as carteiras, sapatos,...

Bjs


De Rute a 12 de Janeiro de 2015 às 00:31
Que medo...tenho pânico desses bichos! Ou tens uma lente de grande alcance ou estiveste bastante perto do 'menino'. De qualquer das formas , está aqui uma excelente fotografia.

Beijinhos, Manu


De Questiuncas a 12 de Janeiro de 2015 às 10:39
Grande fotografia, foi tirada a uma distância segura, ou a Manu é tipo Tarzan?
O "bicho" estava num momento de reflexão, antes do próximo almoço?
Adorei as cores.


De Elisa Fardilha a 12 de Janeiro de 2015 às 12:30
A parte do todo numa genial foto. Os reflexos estão maravilhosos.

Beijinhos.


De Remus a 12 de Janeiro de 2015 às 12:34
Oh! É de plástico. Eu já vi carteiras feitas com estas coisa, à venda na feira, e quando lhe pus a mão, vi logo que era plástico. Mas mesmo assim, perguntei à senhora que estava a vender a carteira que tecido ou pele era aquela e ela disse-me que era de crocodilo do Botswana.
Dito isto, percebi logo que os crocodilos do Botswana, são como aqueles insufláveis que se usam nas piscinas.


Está um pormenor fantástico. Uma fotografia muito bem dividida e com as diferentes texturas (pele e algas/folhas) em perfeita harmonia.


De Roadrunner a 12 de Janeiro de 2015 às 14:10
Este é o que se pode chamar de dinossauro das águas!

Saudações!


De Ana Freire a 12 de Janeiro de 2015 às 14:29
Só me ocorre uma palavra para descrever a imagem: CROCANTE!...
Tonalidades e contrastes de texturas, al dente!
Bjs
Ana


De numadeletra a 12 de Janeiro de 2015 às 14:30
Uuuuhhh... imponente e tão real que até tive medo de olhar para a foto :-)

E a mensagem? Bem verdadeira (infelizmente há crocodilos por toda a parte...).

Boa semana.
Beijinhos.


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds