Terça-feira, 14 de Abril de 2015

Nos jardins de Monserrate

 À chegada, nada melhor que beber um cafezinho na cafetaria do jardim.

 Depois ir sepenteando pelos caminhos atapetados de pequenas flores brancas.

Subir e descer escadas empedradas, ladeadas de flores de todas as cores

 

Passar por ruínas é obrigatório e é um encanto vê-las enfileiradas parecendo não ter fim.

 

 Lagos que reflectem cores, que são espelhos transparentes, onde o nosso olhar descansa e aquela sensação de paz que nos faz por vezes tanta falta, encontramo-la aqui.

Fotos que são apenas uma pequena amostra do que vi, enquanto me explicavam que todas as plantas têm um sítio próprio e que todas as espécies são plantadas e cuidadas na altura certa, para não alterar o normal crescimento de nenhuma delas.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 15:11
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De MariianaCapela a 14 de Abril de 2015 às 17:07
que lindo!


De Existe um Olhar a 14 de Abril de 2015 às 17:15
É mesmo muito lindo e já te estou a imaginar a tirar fotos como só sabes neste lugar e tenho a certeza que sairiam bem melhores que estas.


Beijos Mariiana


De golimix a 14 de Abril de 2015 às 17:38
Lindos de perder!


De Existe um Olhar a 14 de Abril de 2015 às 17:42
São mesmo, tens de um dia visitar e isto é apenas uma pequena amostra, até tive dificuldade em escolher, tantas foram as que tirei.

Beijinhos Golimix


De jabeiteslp a 14 de Abril de 2015 às 17:41
Beleza sem fim
por esse teu olhar
Bonito
de se tirar
o Chapéu....e nem sei que dizer...

Um bom e feliz resto de semana
xoxo de aqui dos calhaus

maravilhados e vergados por tanta beleza...


De Existe um Olhar a 14 de Abril de 2015 às 17:46
Nem sei o que diga, fico 100jeito com as palavras simpáticas, mas a verdade é que em grupo é mais difícil fotografar, eu se pudesse passava lá um dia inteirinho sozinha com a minha maquineta

Beijos ensolarados aqui do oeste


De Remus a 14 de Abril de 2015 às 18:18
Eu não digo... é tal e qual a minha casa e o meu quintal. A única diferença é que eu não tenho o lago. E em vez de caminhos atapetados de pequenas flores brancas, tenho caminho atapetados de pencas, couves e favas.
Perante isto, para quê eu ir visitar Monserrate se tenho isso tudo em casa?


De Existe um Olhar a 14 de Abril de 2015 às 18:29
Então deixou de ser "Sir"?, eu a pensar que o jardim era igualzinho ao seu e afinal tem lá a hortaliça toda que eu gosto.
Com jeitinho ainda lhe deixavam um cantinho para fazer a sua horta
E já agora, dá para me enviar um quilito de favas pelo correio? é que fiquei a salivar quando falou nelas... em troca envio-lhe uma ginginha

Beijos Remus


De Remus a 17 de Abril de 2015 às 12:02
As favas ainda não estão "prontas". Ainda precisam de estar mais umas semanas na faveira.
Mas se as enviasse por correio, elas chegariam em papa...


De Existe um Olhar a 17 de Abril de 2015 às 12:09
Pronto, então nada feito Vou-me contentar a vê-las no seu blog e ficar a salivar


De Paulo César Silva a 14 de Abril de 2015 às 21:07
bem... agora vou ter mesmo de ir visitar!!!!
adorei as fotos, e abriu mesmo o apetite de ir...


De Existe um Olhar a 14 de Abril de 2015 às 21:34
Vai sim, porque com o teu olhar apurado, vais conseguir fotos bem melhores que estas.


Beijos Paulo


De Rui Pires a 15 de Abril de 2015 às 16:12
Adorei conhecer através das tuas fotos! Lindas!
bjs


De Existe um Olhar a 15 de Abril de 2015 às 16:14
Fico feliz por teres gostado

Muito obrigada

Beijos Rui


De Elisa Fardilha a 15 de Abril de 2015 às 18:36
Tenho que ir lá...não sei quando, mas tenho!

Estou encantada com a paz e magia das tuas excelentes fotos.

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 15 de Abril de 2015 às 18:51
Vai sim, ali respira-se paz e tranquilidade e nenhuma planta é colocada ao acaso. Se fores com visita guiada tanto melhor, fica-se a perceber a razão porque determinada planta está num lugar e não noutro, Embora para fotografar seja melhor ir sozinha.

Muito obrigada.

Beijos Elisa


De Ricardo Santos a 15 de Abril de 2015 às 23:04
A primeira e única vez que lá fui, não levei a máquina fotográfica analógica !

Boas Fotos


De Existe um Olhar a 15 de Abril de 2015 às 23:49
Uma pena, tens que lá voltar, vale a pena pela visita e tem espaços de sonho que merecem ser fotografados.
Muito obrigado.

Beijos Ricardo


De omar a 16 de Abril de 2015 às 06:32
so lovely, that place is wonderful!


De Existe um Olhar a 16 de Abril de 2015 às 15:09
It is certainly a wonderful place, and that gave me much pleasure to visit.
Thank you

Greatings


De marrocoseodestino a 16 de Abril de 2015 às 06:49
daqui a 1 horita vou trabalhar e sem animo nenhum, mas acredita que se fosse para ir dar um passeio por esse jardim o animo aparecia rápido.


De Existe um Olhar a 16 de Abril de 2015 às 15:10
Disso tenho a certeza, aqui acalma-se a mente e sai-se com energias redobradas.

Beijos Joana


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds