Segunda-feira, 1 de Agosto de 2016

Oficina do barro

Oficina do barro

Há cerca de 20 anos que funciona a Oficina do Barro na R. Direita em Óbidos.

O trabalho que desenvolvem chama-se "verguinha", símbolo da colheita da fruta abundante na zona Oeste.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 17:53
link do post | comentar | favorito (1)
|
23 comentários:
De chica a 1 de Agosto de 2016 às 19:11
Que linda fopto, belo momento ,bem apanhado e o trabalho vale a pena ver! bjs, chica e um agosto bem feliz!


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:38
É um trabalho que exige muita paciência, por isso admiro, eu não teria jeitinho nenhum para isto

Beijos Chica


De omeumaiorsonho a 1 de Agosto de 2016 às 19:57
Muito interessante


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:39
Sem dúvida e eu gosto de ver.

Beijos


De jabeiteslp a 1 de Agosto de 2016 às 21:25
Arte é arte

e a Olaria ou arte do Barro
é sinfonia...

Beijinhos de aqui da Serra fumarada


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:40
Uma bela sinfonia, para quem gosta do que faz e para quem vê fazer

Beijos João


De green.eyes a 2 de Agosto de 2016 às 10:43
Quem me dera ter umas mãos destas !!!
Gosto tanto deste tipo de coisas ...


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:41
Eu não tenho jeitinho nenhum para estas coisas, por isso admiro tanto quem as faz.

Beijos


De Portuguesas Fotos a 2 de Agosto de 2016 às 14:45
https://portuguesasfotos.blogspot.com/2016/08/reflita.html


De Remus a 2 de Agosto de 2016 às 14:56
Agora uma pergunta se impõe: A rua Direita em Óbidos é mesmo direita?

Segundo percebi, eles criam em barro, o mesmo efeito que os cesto de verga. Ou será que percebi mal? (Mas acho que não, a avaliar pelas peças que existem por detrás da moça).
E quantas peças em "verguinha" possui a Manu? Se disser que não possui nenhuma, isso é muito má publicidade para quem é de Óbidos.


A artesã ficou bem retratada, apesar da zona da cara ter ficado um pouco escura. Mas o que é que se podia fazer? Só se a Manu ligasse um holofote directamente para ela... mas tb não era caso para isso.


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:47
O Remus até sabe que Ruas Direitas há muitas por esse Portugal fora, sobretudo nas terras que têm castelos e não quer dizer que fossem direitinhas, significava que era a rua que ia em direcção ao castelo, esta até nem é das mais tortas que conheço
Confesso que me expliquei mal, mas já vi que percebeu tudo e agora tenho que confessar o meu pecado...não tenho nem uma peça destas, uma vergonha não é? ...não fazem o meu estilo, mas vendo bem quando lá voltar ainda compro uma cestinha , nem que seja para oferecer, afinal a senhora teve paciência de Jo para me aturar

Beijos Remus


De Remus a 3 de Agosto de 2016 às 13:55
Lá está! Apanhei-a!


De Existe um Olhar a 4 de Agosto de 2016 às 00:38


De Afrodite a 2 de Agosto de 2016 às 16:41
Cerâmica a imitar cestas de vime? Trabalho notável e, pelos vistos, bastante complexo e moroso.

Gostei de ver através do teu olhar.
Beijinhos minha querida
(^^)


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 16:51
Cara amiga
Já disse num comentário anterior que não tenho uma única peça, mas se cá vieres já sei a quem hei-de oferecer uma
As senhoras já ali estão há cerca de vinte anos, já é um trabalho quase mecânico, mas não deixa de exigir muita paciência. Cada peça tem de ir ao forno 2 vezes.
Muito obrigada pelo teu apreço.

Beijos amiga Afrodite


De Elisa Fardilha a 2 de Agosto de 2016 às 17:25
Um momento de luxo soberbamente retratado ou não fosses tu a fazê-lo!

As cestas são lindas.

Beijinhos.


De Existe um Olhar a 2 de Agosto de 2016 às 17:48
Podia ter ficado melhor, obrigada pela tua simpatia e apreço, mas sinceramente esta foi daquelas fotos que não me convenceu
Foi foi porque fui visitar as senhoras que não via há alguns anos.

Beijos Elisa


De Ester a 2 de Agosto de 2016 às 20:31
Olá, tudo bem?

Parabéns pela divulgação desta arte.
Belíssimos trabalhos.

Cá para os meus lados tenho um post novo, em cada blog - são 3!

Há de tudo um pouco
Há sobre cinema
há sobre experiências gastronómicas também
é uma Vida passada para a blogosfera.

Como sempre digo sobre os meus blogues,
é uma aprendizagem constante tanto para mim, que obrigo-me a fazer pesquisas
e o que venho a saber através das mesmas;
bem como para quem me visita.

Caso queira saber os links aqui estão:

http://momentos-perfeitos.blogspot.pt/
http://tempolivremundo.blogspot.pt/
http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

Beijinho


De Existe um Olhar a 4 de Agosto de 2016 às 17:27
Olá Ester
Obrigada pela tua visita.
Deixo-te os meus sinceros parabéns pelo trabalho que tens desenvolvido.
3 Blogues e com a qualidade dos teus é obra, és uma guerreira.

Beijos


De Janita a 3 de Agosto de 2016 às 00:27
A olaria executada com carinho e minúcia!
Adoro esses bibelots, verdadeiras obras-primas, do nosso artesanato regional.
Muito bonita a foto.

Beijinhos, Manu!


De Existe um Olhar a 4 de Agosto de 2016 às 17:30
Muito obrigada pelo teu apreço.
Já conheço esta oficina há cerca de vinte anos, são 3 senhoras que incansavelmente trabalham com uma minúcia e perfeição invejáveis. Admiro-as muito.
Os estrangeiros são os principais clientes, mas o negócio, dizem elas está fraco, mas vão sobrevivendo.

Beijos Janita


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
24
25

27
28


.posts recentes

. Temporariamente encerrado

. Quase vazias...

. Enamoramento

. Hoje vou meter água

. Quem sou eu?

. Porta número 8

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds