Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

O Adamastor no Miradouro de Santa Catarina

 A estátua ocupa o lugar central e também dá nome ao Miradouro de Santa Catarina em Lisboa, preferido pela juventude aos fins de tarde. Este homem imponente e assustador, representa as enormes dificuldades que os portugueses tiveram em passar o Cabo da Boa Esperança, na época dos Descobrimentos. A escultura tem autoria de Júlio Vaz Júnior e foi inaugurada a 10 de Junho de 1927.

 

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Alguém perdeu a cabeça


...entrega-se a quem provar pertencer-lhe.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

São de pedra menina, são de pedra...


Eu avisei, mas ela teimosa, ainda foi certificar-se se eram mesmo{#emotions_dlg.tongue}

 

Estátua em Sintra

Maio de 2013

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Aqui estou eu!

 
 

 

 
De braços abertos, sorriso no rosto
de mãos estendidas
alegria no olhar...
tu que passas, tu que páras para me contemplar
tu que admiras a minha pose
tu que sonhas ser como eu
não te iludas...
Logo quando a noite chegar
despirei o sorriso
limparei o meu rosto
e sem que tu dês por isso
talvez uma lágrima se solte.
Os pés, esses, ficarão bem assentes
e impedir-me-ão de sonhar,
mas amanhã, prometo...
O meu sorriso irá voltar.
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

No caminho certo

 

Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.

Thomas Edison
 
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O banho da deusa

 

Anatomia é uma coisa que os homens também têm, mas que, nas mulheres, fica muito melhor.

Millôr Fernandes
 
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mulher estátua em Tomar

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas da roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama o coração.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D