Sexta-feira, 10 de Abril de 2015

Fragilidades

 

 E me perguntei a que me referia com coisas frágeis. Parecia um belo título para um livro de contos. Afinal, existem tantas coisas frágeis. Pessoas se despedaçam tão facilmente, sonhos e corações também.
Neil Gaiman

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 09:30
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Domingo, 28 de Dezembro de 2014

No aconchego do meu canto

 Todos partiram, apagaram-se as luzes. Um silêncio desejado envolveu-me.

A lareira crepita, fixo o meu olhar nas chamas que iluminam a sala, o meu olhar perde-se no meio delas, voo para longe...sonho, embalo os meus pensamentos que se embrulham e desalinham e voam para um mundo que quero só para mim, que eu invento, reinvento e me transportam para longe da realidade. Deixo de ser eu, sou por breves instantes o que quero ser quando um dia as chamas se apagarem e voltar a acordar para uma realidade onde quero ver iluminados momentos onde os sorrisos prevaleçam.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 16:59
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Maio de 2013

Passam os sonhos por mim

Como nuvens pelo céu

 Passam os sonhos por mim.

 Nenhum dos sonhos é meu

 Embora eu os sonhe assim.

 São coisas no alto que são

 Enquanto a vista as conhece,

 Depois são sombras que vão

 Pelo campo que arrefece.
Símbolos? Sonhos?

Quem torna Meu coração ao que foi?

 Que dor de mim me transtorna?

 Que coisa inútil me dói?

Fernando Pessoa
 
Praia da Foz do Arelho
Caldas da Rainha
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Sábado, 20 de Outubro de 2012

Como nuvens no céu passam os sonhos por mim

Como nuvens pelo céu
Passam os sonhos por mim.
Nenhum dos sonhos é meu
Embora eu os sonhe assim.
São coisas no alto que são
Enquanto a vista as conhece,
Depois são sombras que vão
Pelo campo que arrefece.

Símbolos? Sonhos? Quem torna
Meu coração ao que foi?
Que dor de mim me transtorna?
Que coisa inútil me dói?

 
(Fernando Pessoa)
 
S. Martinho do Porto
Outubro de 2012
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

Pescador de sonhos


 

-Senhor faz com que eu pesque uma truta tão grande, tão grande, que eu não tenha necessidade de mentir.

(autor desconhecido)

 

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito
|
Sábado, 3 de Março de 2012

Tecido na areia

 
Nós somos  do tecido de que são feitos os sonhos
William Shakespeare

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:47
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 227 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fragilidades

. No aconchego do meu canto

. Passam os sonhos por mim

. Como nuvens no céu passam...

. Pescador de sonhos

. Tecido na areia

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds