Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2015

Para a minha amiga Julieta

 Há alguns anos, não muitos, quando da minha visita ao Brasil, tive o previlégio de conhecer  Julieta do blogue Reconstruindo Caminhos
Fui recebida como uma rainha. Nunca vou esquecer a gentileza, simpatia e carinho com que me recebeu e os lugares fantásticos que me deu a conhecer.

Apesar de um oceano nos separar, continua a existir um elo de grande amizade e cumplicidade entre nós.

Hoje e nesta altura tão especial na vida de Julieta, quero deixar aqui um momento dos mais bonitos que vivemos que foi o pôr do sol em Jacaré e fazer com que sinta que há alturas em que devemos estar mais perto de quem gostamos  e em que toda a energia é necessária para superar algumas rasteiras que a vida nos prega.

Sei que é uma "Grande Senhora" com uma força invejável e uma fé inabalável.

Sei que o longe se pode fazer perto e que a distância nunca será impedimento para que me sinta bem próxima.

Espero que volte muito em breve a escrever numa folha em branco um novo recomeço e reconstruindo caminhos com a mesma emoção e paixão com que as palavras saiam soltas do fundo da alma.

Saiba que estou sempre por aqui, minha amiga.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:20
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2014

O gorila de Bwindi

 

Parque Nacional Impenetrável Bwindi está localizado no sudoeste do Uganda na África Oriental . O parque faz parte da Floresta Impenetrável de Bwindi

 

O Parque Nacional de Bwindi é Património Mundial da Unesco.

O parque é um santuário para macacos e chimpanzés. É talvez o mais notável para os 340  gorilas de Bwindi, metade da população do mundo dos criticamente ameaçados gorilas da montanha.

Só é permitida a entrada de 20 visitantes por dia, devidamente equipados e guiados por trilhos de alto teor de dificuldade.

Não vou contar a aventura que passei nesta visita, porque me alongaria, mas dava um hilariante folhetim. 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 13:15
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

A romântica Veneza

O principal núcleo da cidade, o seu centro histórico, é constituído por um conjunto de ilhas no centro da lagoa, com um total de 60 053 habitantes. A estas ilhas no centro da lagoa há que juntar outras no estuário (30 295 residentes) e também na parte continental (180 661 residentes), que com os seus 130,03 km², representam cerca 83% da área emersa do território.

A cidade está coberta por 177 canais, 400 pontes e 118 ilhas, estando localizada entre a foz do rio Ádige (a sul) e do rio Piave (a norte). O centro histórico é totalmente pedonal, atuando como canais rodoviários, bem como os diferentes barcos, que são os únicos meios de transporte na zona. O centro histórico sempre esteve isolado de terra firme (algo que em numerosas ocasiões representou um eficiente sistema de defesa) até 1846, quando foi construída a ponte ferroviária. Em 1933, a Ponte della Libertá, com 4 km trouxe para a entrada da cidade o tráfego rodoviário, ligando Mestre à Piazzale Roma. A cidade dista cerca de 37 km de Treviso e 40 km de Pádua.

 

Foi uma cidade que não me surpreendeu, talvez por tanto ter lido e ouvido falar nela. Curiosamente julguei encontrar uma cidade mal cheirosa, mas tal não aconteceu, surpreendeu-me mais ver o lixo nas ruas. Apesar de ter um fraco sentido de orientação é uma cidade onde se circula facilmente e onde as pontes, praças e canais estão bem assinalados.

Muita gente de todos os cantos do mundo, muita animação, lojas das melhores marcas de vestuário e acessórios estão ali, haja dinheiro e beber um simples café é um luxo, já que é uma cidade caríssima, mas vale a pena entrar e ouvir os italianos com a sua língua cantante e natural simpatia.

Cidade escolhida por recém casados para passarem a lua de mel, eu já ultrapassei essa fase, mas sinceramente escolheria outro destino, mais sossegado e de preferência com águas quentes  e límpidas, mas felizmente há gostos para tudo.

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:25
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Julho de 2014

Na Rua da Vitória

Sem que estivesse à espera surgiu a oportunidade de visitar o Porto, pena que tenha sido só por um dia.
Nesta cidade estudei e fui muito feliz, queria lá continuar a viver, mas não me deixaram, sabe-se lá porquê.
Não vi tudo o que queria, não vi a rua onde vivi nem onde estudei, mas tudo o que visitei deixou-me emocionada.
Hoje, mais do que nunca, quero voltar, porque...

 

"Ausência física, ausência da voz e do cheiro, das risadas e do piscar de olhos, saudade da amizade que ficará na lembrança e em algumas fotos."

Martha de Medeiros
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 13:47
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Junho de 2013

Ela foi ao Alqueva


A Barragem de Alqueva é a maior barragem portuguesa e da Europa Ocidental, situada no rio Guadiana, no Alentejo interior, perto da aldeia de Alqueva. A construção desta barragem permitiu a criação do maior reservatório artificial de água da Europa.

 

Não consegui ver tudo, mas o que vi deixou-me encantada e como tirei tantas fotos, resolvi deixar apenas uma amostra. Vale a pena visitar, mas com mais tempo do que aquele que tive, muito ficou por ver, fica para a próxima!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:46
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Domingo, 25 de Novembro de 2012

Na terra onde nasceu Vasco da Gama


 


 


 


 

Sines- Novembro de 2012

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 21:14
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012

Solidão acompanhada

...Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.

 
No anfiteatro da Fundação Calouste Gulbenkian
Setembro de 2012
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sábado, 23 de Junho de 2012

Nos jardins do Buçaco


 


 


 

Se não houver frutos, valeu a beleza das flores, se não houver frutos, valeu a sombra das folhas, se não houver folhas valeu a intenção da semente.

(Henfil)

 

Buçaco-Junho de 2012

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:31
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Domingo, 20 de Novembro de 2011

MACHU PICCHU - 1

 
 
 
 
 
 
Este complexo arqueológico permaneceu escondido até há 100 anos atrás quando em 1911 o explorador norte americano, Hiram Bingham o tornou público.
Pensa-se que tenha sido uma cidade sagrada onde residia gente escolhida, provavelmente da nobreza Inca.
De difícil acesso nunca foi atacada pelos espanhóis.
Tem duas zonas distintas, uma reservada ao sector urbano onde se situavam os templos e outra em socalcos para a agricultura.
Pelo que ouvi os Incas eram peritos em astronomia construindo em sítios estratégicos janelas que determinavam a chegada dos solstícios de Verão e o de Inverno e ainda determinaram com precisão o norte magnético e o geográfico.
Muito mistério continua ao redor de toda esta construção, onde nada é deixado ao acaso e tudo parece ter uma razão de ser.
Actualmente é permitida diariamente a entrada a 2500 pessoas, o que acho demasiado, dado o perigo que por vezes pode surgir com quedas devido às escadas demasiado toscas e acidentadas. A Unesco está a estudar a hipótese de reduzir este número para 250.
Visitar Machu Picchu foi a concretização de um sonho que tinha há muito.
Sente-se uma energia e uma paz muito especial e a magnificência deste local deixou-me sem palavras.
 
Novembro de 2011
 
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Outubro de 2011

De volta ao Parque dos Monges

Não fui de vespa
 
Nem de canoa
 
Cheguei ou melhor chegámos porque 3 amigas da blogosfera, foram comigo.
Nenhuma delas se dedica à fotografia e apesar de num post anterior ter desafiado os amantes de fotografia para passarmos o dia neste local, ninguém pode aparecer, ou melhor, apareceu uma....
 
 

 

Cheias de fome dirigimo-nos à cafetaria onde com a simpatia e bom serviço de sempre nos serviram.
Já sentada, ouço alguém dizer...Manu???
Era uma senhora super simpática acompanhada da família e que tem um blog de fotos, cujo link tenho neste blog.
Era a última pessoa que eu imaginava que pudesse aparecer.
Foi uma agradável surpresa!
 
 
 
Desta vez havia muita gente no parque, uns passeavam com os flhos, outros andavam de canoa ou gaivota enquanto os mais pequenos se  entretinham a saltar nos insufláveis.
Os mais audazes entretinham-se a fazer slide.
 
 
Apesar do calor, foi uma tarde bem passada.
As flores por ali ficaram, salpicando as margens do lago.
Nas águas tranquilas os patos deslizavam com desenvoltura
E eu...eu voltarei, sem dúvida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011

Parque dos Monges- Desafio

 
  
 
No próximo dia 5 de Outubro e caso o tempo o permita, desafio todos os amantes de fotografia e outros que gostam de conhecer o que de melhor temos em Portugal a juntarmo-nos para fazermos uma visita a este espaço.
O local de encontro será nas Caldas da Rainha por volta das 11 horas.
Quem estiver interessado poderá enviar-me um email para manuelapereira3@sapo.pt, para que possa avisar os serviços da nossa visita, caso sejamos muitos e fornecer outras informações que julguem importantes.
Com farnel ou preferindo comer uma refeição ligeira na cafetaria, o importante é o convívio e o conhecimento de um espaço que permite grande mobililidade e liberdade de movimentos, espalhando-se cada um pelos locais que mais gostarem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 228 seguidores

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
16
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Para a minha amiga Juliet...

. O gorila de Bwindi

. A romântica Veneza

. Na Rua da Vitória

. Ela foi ao Alqueva

. Na terra onde nasceu Vasc...

. Solidão acompanhada

. Nos jardins do Buçaco

. MACHU PICCHU - 1

. De volta ao Parque dos Mo...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds