Sábado, 11 de Outubro de 2014

Take my hand

 

-Dá-me a tua mão, podes escorregar.

Foi comovente ver a ternura deste casal e o cuidado com que se seguravam um ao outro enquanto desciam a calçada , já polida pelo tempo. Enternecem-me ver gestos destes, sobretudo quando se trata de pessoas de mais idade. Sensível eu?  Claro! E por que não?

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 07:47
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Paulo César Silva a 11 de Outubro de 2014 às 12:16
eu já vi um casal dar a mão numa zona escorregadia e cairem os 2. podem ter pensado: "se eu cair, também cais, e nãote ficas a rir"
mas vamos acreditar no amor!


De Existe um Olhar a 11 de Outubro de 2014 às 12:28
Penso que não era o caso, ele falou com tanta ternura para ela, que se caíssem os dois seria mesmo azar
Eu continuo a acreditar no amor

Beijos Paulo


De marrocoseodestino a 11 de Outubro de 2014 às 18:23
Mal olhei a foto achei que seria uma das ruas de Óbidos.
Lindas, mas difíceis de andar por vezes. Então quando se bebe mais ginjinha do que a conta, pode ser uma desgraça.
Beijinho


De Existe um Olhar a 11 de Outubro de 2014 às 19:10
Já não têm conta as vezes que palmilhei estas ruas e felizmente nunca caí, apesar de ser aqui que apanhei a minha primeira piela o segredo é levar calçado adequado.

Beijos Joana


De Elisa Fardilha a 12 de Outubro de 2014 às 00:07
Dar a mão é um gesto de ternura que muito me toca.

Excelente foto...tocou-me!

Beijinhos.



De Existe um Olhar a 12 de Outubro de 2014 às 21:00
A mim também me tocou, eram franceses e senti o carinho dele quando lhe disse agarrar a mão dele para não cair.

Beijos Elisa


De Remus a 13 de Outubro de 2014 às 17:52
Cá para mim ele não estava a pensar nela. Ele tinha era medo de cair. Ainda para mais, estando ele de calções e com os joelhos a descoberto.


Mauzinho eu?!
Nãooooo! Sou um santinho....



De Existe um Olhar a 13 de Outubro de 2014 às 18:20
Das intenções dele não sei, mas que lhe falou com tom protector, isso ouvi.
Agora com essa dos calções é que me desarmou, os homens não são de confiar
Mauzinho não será, mas o que vai nessa cabecinha, já é outra história

Beijos Remus


De Eu, simplesmente! a 14 de Outubro de 2014 às 00:45
Sempre que sou confrontada com cenas dessas, principalmente quando os protagonistas são pessoas de mais idade, interrogo-me sempre como teria sido a sua já longa vida a dois. Teria havido sempre aquela ternura e companheirismo ou este resulta da idade? Questões sem resposta, como é óbvio.
Beijinho


De Existe um Olhar a 14 de Outubro de 2014 às 18:44
Eu acredito que nesta idade e com estes comportamentos carinhosos a vida deles deve ter sido baseada numa grande cumplicidade, isto sou eu a imaginar, já que acredito que as actuais relações ou não duram para sempre , ou caiem na monotonia e no desencanto.

Beijos


Comentar post

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 226 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O templo dourado

. Caíram desamparadas

. Fui lá...

. Tudo ao contrário

. Há pano para mangas

. Eu quero uma casa no camp...

. A descer

. Chapéus há muitos

. Tu que passas...

. Em tons de verde

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds