Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Paira à tona da água


Existe um Olhar

30.05.11

 

 

 

Paira à tona de água
Uma vibração,
Há uma vaga mágoa
No meu coração.

Não é porque a brisa
Ou o que quer que seja
Faça esta indecisa
Vibração que adeja,

Nem é porque eu sinta
Uma dor qualquer.
Minha alma é indistinta
Não sabe o que quer.

É uma dor serena,
Sofre porque vê.
Tenho tanta pena!
Soubesse eu de quê!...

(Fernando Pessoa)
 
Lagoa de Óbidos
Maio de 2011

Esta gente


Existe um Olhar

29.05.11

 

 

Esta gente cujo rosto
Às vezes luminoso
E outras vezes tosco

Ora me lembra escravos
Ora me lembra reis

Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre

Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome
É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome

E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada

Meu canto se renova
E recomeço a busca
De um país liberto
De uma vida limpa
E de um tempo justo

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "Geografia"

 

Lisboa-Maio de 2011 

Nem todas as flores têm a mesma sorte


Existe um Olhar

28.05.11

Nem todas as flores tem a mesma sorte, umas enfeitam a vida e outras enfeitam a morte. Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente. Por mais independente que a pessoa seja, ela sempre vai precisar do ar pra viver. Sonhe com a vida, mas não perca a vida por um sonho.

(Bob Marley)

Navegar, Navegar


Existe um Olhar

27.05.11

 

 

Navegar navegar
Mas ó minha cana verde
Mergulhar no teu corpo
Entre quatro paredes
Dar-te um beijo e ficar
Ir ao fundo e voltar
Ó minha cana verde
Navegar navegar


Quem conquista sempre rouba
Quem cobiça nunca dá
Quem oprime tiraniza
Naufraga mil vezes
Bonita eu sei lá

Já vou de grilhões nos pés
Já vou de algemas nas mãos
De colares ao pescoço
Perdido e achado
Vendido em leilão
Eu já fui a mercadoria
Lá na praça do Mocá
Quase às avé-marias
Nos abismos do mar


navegar navegar...
 
Lagoa de Óbidos
Maio de 2011

Previsão do estado do tempo


Existe um Olhar

26.05.11

Céu muito nublado e alguns aguaceiros

 

Alguma neblina matinal que faz prever melhorias no tempo

 

Finalmente o sol brilhará e o mar espera-nos

Cercada e ar(amada)


Existe um Olhar

25.05.11

 

 

O verdadeiro heroísmo consiste em persistir por mais um momento quando tudo parece perdido.

 

 

Não reclames da velhice


Existe um Olhar

25.05.11

Não reclames da velhice, ela trouxe-te até aqui.

(Ediel)

As cores que inventei


Existe um Olhar

24.05.11

 

Que realmente os teus dias não sejam apenas compostos apenas de sóis, luas e algumas cores. Que exista sempre uma vontade além e maior; a vontade de viver intensamente todos os segundos... no teu melhor estilo, do teu melhor jeito.

Adriano Hungaro

As rosas que me custaram um valente raspanete


Existe um Olhar

23.05.11

 

 

 

 

 

 

Por diversas vezes passei naquela estrada e olhava com alguma cobiça fotográfica para aquelas rosas à beira da estrada, vedadas com uma rede verde em que as rosas sobressaiam acima dela.

Um dia destes. não resisti e resolvi parar. Olhei em redor para ver se via alguém a quem pudesse pedir autorização para fotografar, embora para isso não fosse necessário entrar dentro da propriedade.

Estava eu completamente absorvida , quando de repente ouvi uma voz de mulher austera de olhar severo, que me perguntou o que andava a fazer. Expliquei com muita calma, até elogiei o bonito jardim, mas ela não estava disposta a ouvir-me.

Depois de um grande sermão e argumentos parvos...ouvi...ouvi, pedi desculpa, não sem antes lhe dizer:

-As suas rosas são lindíssimas, mas o seu coração tem mais espinhos que elas.

Dei meia volta e esqueci.

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

Lista de links

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D