Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

"Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido." Confúcio Criei este blog para registar momentos através da fotografia, recordando tudo o que vivi e aprendi.

Existe um Olhar

"Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido." Confúcio Criei este blog para registar momentos através da fotografia, recordando tudo o que vivi e aprendi.

Como num dia de Verão


Existe um Olhar

13.06.13

Como quem num dia de Verão abre a porta de casa      
E espreita para o calor dos campos com a cara toda, 
      Às vezes, de repente, bate-me a Natureza de chapa 
     Na cara dos meus sentidos,
      E eu fico confuso, perturbado, querendo perceber 
      Não sei bem como nem o quê...

     Mas quem me mandou a mim querer perceber? 

       Quem me disse que havia que perceber?

     Quando o Verão me passa pela cara  

    A mão leve e quente da sua brisa,

     Só tenho que sentir agrado porque é brisa

     Ou que sentir desagrado porque é quente,

     E de qualquer maneira que eu o sinta,   

   Assim, porque assim o sinto, é que é meu dever senti-lo...

 

Alberto Caeiro

Rio Mondego em Caldas da Felgueira

 

 

 

Antes do sol partir


Existe um Olhar

05.06.13

Quando abri a janela e vi que não havia vento e estava um calorzinho que não é habitual por estes lados, desmarquei tudo o que tinha para fazer e lá fui. No saco levei a minha máquina nova, muito superior à que tenho agora, o manual de instruções e apesar de ainda só ter uma objectiva minúscula que nem zoom tem, deu para treinar. Foi fixe. Agora só falta arranjar umas massas para comprar uma objectiva decente, que pelo que já vi, não é tão barata quanto isso, mas vou conseguir!
 
 

A olhar daqui para lá


Existe um Olhar

02.06.13

O meu olhar é nitido como um girrassol

Tenho o costume de andar pelas estradas

 Olhando pra direita e para a esquerda,

 E de vez em quando olhando para trás...

 E o que vejo a cada momento

 É aquilo que nunca antes eu tinha visto,

E eu sei dar por isso muito bem...

 Sei ter o pasmo essencial

 Que tem uma criança, se ao nascer,

 Reparasse que nascera deveras...

Sinto-me nascido a cada momento

 Para a eterna novidade do Mundo...

Alberto Caeiro
 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

links

Contador de visitas

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub