Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

E um dia destes chegarão as andorinhas


Existe um Olhar

27.02.14

Chegam sem aviso
Cruzam-se desnorteadas no céu
Voam ao despique
poisam ali a acolá.
Escolhem o lugar que vai ser seu
talvez no mesmo beiral
que um dia as acolheu.
Virão hoje?...amanhã talvez
Não sei quando, mas pouco importa...
O que quero mesmo é que esvoacem
que alegrem os meus dias
que me façam desejar
que também eu, um dia,
gostava de poder voar.
 

Gostas da minha foto de perfil?


Existe um Olhar

26.02.14

- Hummm...podias ter ficado melhor, mas teimaste que tinha que ser assim.

Quinta do Gato Cinzento


Existe um Olhar

25.02.14

Não sou fã de telenovelas, mas Sol de Inverno despertou a minha atenção porque a maior parte das cenas exteriores são filmadas aqui bem perto de mim, só faltava mesmo descobrir a Quinta do Gato Cinzento, (o palacete da D. Lé).
Tive azar com o tempo porque não estava sol e até choveu, mas voltarei lá logo que o sol brilhe.
A casa da família Aragão fica na vila das Gaeiras que pertence ao Concelho de Óbidos.
A casa de um dos personagens é filmada pelo menos o exterior, no hotel Rio do Prado e as cenas de surf na praia do Baleal.
Actualmente esta casa está abandonada e muito pouco se sabe sobre a sua verdadeira história. O passeio em madeira até à cúpula junto ao mar foi feita pela produção da telenovela. Encontrei um blog que explica um pouco da história da quinta

Quem adivinha onde eu fui?


Existe um Olhar

23.02.14

Vou dar algumas pistas:
Um lugar que numa outra foto disse que gostava de conhecer, mas que não fazia a mínima ideia como chegar.
Sabia que era algures numa praia perto de Peniche.
Entretanto uma pessoa simpática, que até nem pertence à blogosfera, deixou-me as coordenadas e o nome da rua.
Finalmente hoje consegui descobrir e digo-vos que foi uma grande aventura, porque quando eu já estava em frente à casa, veio uma saraivada acompanhada com muito vento, valeu-me um mini guarda chuva e um pequeno abrigo que não impediu que eu ficasse parcialmente molhada.
Dez minutos depois a chuva parou e pude fazer as fotos que tanto queria, mas fiquei com vontade de um dia voltar num dia de sol. 
O sítio é lindo, muito romântico e com uma vista fabulosa para o mar.
Um doce para quem adivinhar{#emotions_dlg.blink}

Fotografar ao volante, um perigo constante


Existe um Olhar

22.02.14

Quando se constrói um auto estrada deviam fazer espaços para podermos estacionar e tirar fotos, ou simplesmente admirar a paisagem.
Tantas vezes vejo paisagens lindas e não posso parar, até já me lembrei de parar ligar os 4 piscas e vestir o colete, mas isso sou eu a delirar, porque não me atreveria. Arranjei outra alternativa um pouco arrojada, tirar uma foto a conduzir. Louca? Pois, só pode.{#emotions_dlg.tongue}

Master-Protecção


Existe um Olhar

20.02.14

Fazer sofrer é a única maneira de errar.
(Albert Camus)

Os sem abrigo


Existe um Olhar

20.02.14

Sem esperança
Sem teto
Perdidos por aí
um rumo que não têm
objectivos perdidos
incapazes de sonhar
Vida? Não...tentando sovreviver
num mundo injusto, sem opotunidades
eles esperam sozinhos
Sabe-se lá o quê
Até quando?

Um banho de espuma


Existe um Olhar

19.02.14

Aqui nessa pedra, alguém sentou para olhar o mar. O mar não parou para ser olhado foi mar pra tudo que é lado

Paulo Leminski

Dois dedos de conversa


Existe um Olhar

17.02.14

Repare bem no que não digo.
Paulo Leminski


No alto da colina


Existe um Olhar

17.02.14

Depois de conquistar Leiria aos mouros, D. Afonso Henriques mandou, em 1135, construir este castelo. Um edifício que foi muralhado em 1195, a mando de D. Sancho I. Em 1324, D. Dinis mandou construir a torre de menagem e transformou a fortaleza em palácio. No século XVI, é construída uma sacristia, entre a capela-mor e a torre sineira. Em 1915, iniciam-se as obras de restauro do castelo, a mando da Liga dos Amigos do Castelo e com algum apoio financeiro do Estado. Em 1969, um sismo vai provocar danos significativos no castelo, mas o castelo de Leiria conseguiu preservar a sua beleza. 

A sua arquitectura é do tipo românico e gótico, apesar da vasta intervenção no séc. 20. A sua planta é poligonal, forte do ponto de vista defensivo, a Igreja da Pena é de uma só nave. (Imóvel de Interesse Público)
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

Lista de links

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D