Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Bateram à minha porta


Existe um Olhar

26.04.16

Era uma porta

Bateram à minha porta em 6 de agosto,
aí não havia ninguém
e ninguém entrou, sentou-se numa cadeira
e transcorreu comigo, ninguém.

Nunca me esquecerei daquela ausência
que entrava como Pedro por sua causa
e me satisfazia com o não ser,
com um vazio aberto a tudo.

Ninguém me interrogou sem dizer nada
e contestei sem ver e sem falar.

Que entrevista espaçosa e especial!

(Últimos Poemas)

Pablo Neruda

 

Dia da Terra


Existe um Olhar

22.04.16

Dia da Terra

O Dia da Terra foi criado pelo senador norte-americano Gaylord Nelson no dia 22 de Abril de 1970.

Tendo por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

Mais informações aqui

 

Raízes que contam histórias


Existe um Olhar

20.04.16

Raízes

As raízes contam histórias, já foram árvores frondosas, deram folhas, flores e algumas frutos, já serviram de sombra, mas tal como na vida tudo é efémero e um dia sucumbem e são apenas destroços que lembram momentos.

Fica um olhar do que imaginamos que  foi .

 

"Afundo um pouco o rio com meus sapatos.

Desperto um som de raízes com isso
A altura do som é quase azul."

Manoel de Barros

 

Um dia diferente


Existe um Olhar

19.04.16

IMG_1425a.jpg

Hoje não houve Tv, jogos, mensagens de Tm, ou outras coisas que fazem com que não se saia de casa.

Pai e filho sairam à rua, pedalaram, riram, competiram... num radioso dia de Domingo.

Hoje vai sendo raro o convívio ao ar livre e quando vejo situaçãoes destas, dá-me um gosto especial registar.

 

"A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!"

Mario Quintana

 

Hoje colhi uma flor


Existe um Olhar

17.04.16

Uma flor

Quero-te dar chuva de flores pela manhã. E quando quiseres podes vir colher sorrisos directo do quintal da minha alma. Nunca te há-de faltar afecto. E se murchar tua alegria, podes vir buscar uma muda no meu jardim para que a tua floresça outra vez. Se te faltar o vento, eu te sopro carinho. E se te faltarem as cores do dia, a gente pinta tudinho com tons de felicidade. Lá do alto, não te deixarei lhar para baixo e mesmo que escorregues de uma nuvem molhada, eu não te soltarei a mão, não te deixarei cair. Amizade é isso, tecto firme no temporal, água para a sede no deserto, riso para enxugar a lágrima que cai.

Desconhecido

 

Depois da vida


Existe um Olhar

15.04.16

Raízes

 

Quando meu coração parar desfeito, 
Em sombra na profunda sepultura; 
E o meu corpo espectral e já perfeito, 
Divagar entre o Olimpo e a terra dura; 

Quando sentir, enfim, todo o meu peito 
A converter-se em luminosa altura; 
Eu, aquele fantasma, o claro eleito, 
O enviado da vida à morte escura; 

Ah, quando, em mim, eu for minha esperança! 
Meu próprio ser, divino e redimido; 
E minha sombra apenas for lembrança, 

Bem longe, em outro mundo transcendente, 
À luz dum sol jamais anoitecido, 
Serei contigo, amor, eternamente. 


Teixeira de Pascoaes

 

O sorriso das folhas


Existe um Olhar

14.04.16

Em leque

 

Sorriso audível das folhas,
Não és mais que a brisa ali.
Se eu te olho e tu me olhas,
Quem primeiro é que sorri?
O primeiro a sorrir ri.

Ri, e olha de repente,
Para fins de não olhar,
Para onde nas folhas sente
O som do vento passar.
Tudo é vento e disfarçar.

Mas o olhar, de estar olhando
Onde não olha, voltou;
E estamos os dois falando
O que se não conversou.
Isto acaba ou começou

Fernando Pessoa

 

As bolas de sabão


Existe um Olhar

12.04.16

Bolinhas de sabão

As bolas de sabão que esta criança

Se entretém a largar de uma palhinha

São translucidamente uma filosofia toda.

Claras, inúteis e passageiras como a Natureza,

 

Amigas dos olhos como as coisas,

São aquilo que são

Com uma precisão redondinha e aérea,

E ninguém, nem mesmo a criança que as deixa,

Pretende que elas são mais do que parecem ser.

 

Algumas mal se vêem no ar lúcido.

São como a brisa que passa e mal toca nas flores

E que só sabemos que passa

Porque qualquer coisa se aligeira em nós

E aceita tudo mais nitidamente.

Alberto Caeiro

 

Um bom suporte


Existe um Olhar

11.04.16

IMG_1590.JPG

 O bom suporte e uma estrutura forte suportará sempre a vida que renasce a cada momento.

 

“Metafísica? Que metafísica têm aquelas árvores?

A de serem verdes e copadas e de terem ramos
E a de dar fruto na sua hora, o que não nos faz pensar,
A nós, que não sabemos dar por elas.
Mas que melhor metafísica que a delas,
Que é a de não saber para que vivem
Nem saber que o não sabem?”

Alberto Caeiro

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

links

Contador de visitas

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D