Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

A ponte


Existe um Olhar

04.01.18

IMG_4737.JPG

 Um homem não é uma margem que apenas existe de um ou de outro lado. Um homem é uma ponte ligando as diversas margens.

Mia Couto

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 04.01.2018

    A minha terra tem uma ponte igual a esta.
    Confesso que não gosto dela (da nossa). Primeiro foi "plantada" em cima de habitações. E quando digo plantada é mesmo isso. Foi montada e construída por cima de casas e telhados, alguns parecem querer perfurar a ponte. Sendo que as casas já se encontravam naquele local antes de mudarem a estação de lugar.
    Como esta ponte é estreita por ter aquele enorme maciço de cimento, não há espaço para pisar linhas em segurança. É estranha faz uma curva apertada próximo daquele cimento todo. Quem chega do centro da cidade se pretender virar para a estação do caminho-de-ferro tem de seguir até a próxima rotunda e aí inverter o sentido de marcha e depois cortar para estacionar a viatura de forma a aceder à porta principal da estação (quer dizer era para ser uma estação, não há lá gente ou informação).
    Depois de estacionar. Jogamos uma espécie de lotaria. Adivinhar qual o lado da linha em que o comboio vai parar. Porque se não for do lado principal, a do estacionamento, há que subir escadas até quase o topo da ponte e voltar a descer para o outro lado da linha.
    Enquanto isto...
    Já adivinhaste. O comboio partiu e já está a chegar a S. Bento.
    E nós? Esperamos o próximo. Ou se tivermos mesmo com muita pressa. Subimos de novo as escadas, descemos as outras e pegamos o carro e vamos à vida.
    Obras estranhas.
    Pedem-nos para usar transportes públicos. E nós concordamos, se nos facilita a vida.
    Para a atrasar...
    hummmm

    Que dizia Mia Couto?
    Há homens inteligentes.

    Se estou zangada?
    Não!
    Lembrei da última vez que levei o marido ao comboio porque precisava ficar com o carro. Ele chegou a tempo. O comboio é que naquele dia parou do lado de lá.
    Se a culpa é da ponte?
    Não. A culpa é dos homens.
    Não sei é quais.

    Beijos

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    links

    Lista de links

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D