Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

De volta ao parque


Existe um Olhar

21.09.20

_MG_1020 parque.jpg

Voltei ao parque sabendo de antemão que está tudo ou quase tudo igual, os cisnes, os patos, as pessoas que passeiam e as crianças que se divertem, a única alteração são a folhas amarelas que vão caindo na água e nos lembram que o Outono está a chegar.

 

 

 

 

Gaivotas na cidade


Existe um Olhar

17.09.20

IMG_0045 gaivota na cidade 5.jpg

Já é normal ver gaivotas numa fonte que fica no centro da cidade.
Será que há mais alimentos aqui do que no mar?

 

 

 

 

Arte de rua


Existe um Olhar

02.08.20

1-IMG_0233.JPG

Falei aqui do Falu em Caldas da Rainha.
 A primeira parte está concluida. Aguarda-se a intervenção de Bordalo II que será em Outubro.
O autor desta obra é Daniel Eime

 

Já começou o "FALU"


Existe um Olhar

17.06.20

1-IMG_0014.JPG

Cinco artistas portugueses estão a participar no primeiro Festival Artístico de Linguagens Urbanas (FALU), que está a decorrer nas Caldas da Rainha de junho a outubro, numa parceria entre a câmara municipal e a Associação Riscas Vadias.

Bordalo II, Add Fuel, Akacorleone, Daniel Eime e Nuno Viegas são os cinco artistas convidados .


A ideia do nome FALU surge da semelhança fonética entre o elemento figurativo característico da cidade: o falo, assim como da palavra falo, de falar, comunicar, expressar.

Numa edição exclusivamente dedicada a artistas portugueses, devido às restrições impostas pela pandemia, o FALU começou no dia 09 de junho e prolonga-se até outubro, com cada um dos artistas a passar cerca de uma semana na cidade a fazer a sua obra, sendo que o último, Bordalo II, intervirá enquanto se espera que a Escola Superior de Arte e Design (ESAD) esteja a funcionar, para criar uma ligação com os alunos de artes.


A fotografia que mostro já uma parte do primeiro mural , não estando ainda a obra concluída.

 

Numa rua da minha cidade


Existe um Olhar

14.06.20

1-IMG_9720.JPG

Passei por aqui devagar, para não escorregar nas pedras da calçada.

Há casas novas e velhas.
Não vi gente, apenas silêncio, só quebrado pelo barulho dos meus passos.

 

Fui espreitar


Existe um Olhar

17.12.19

IMG_1452.JPG

 Bolinhas de Natal no parque da cidade.
Um efeito algo estranho, decidi arriscar e o resultado foi este.

No parque da cidade


Existe um Olhar

06.06.19

IMG_8164.JPG

O parque da minha cidade é a zona mais bonita e onde se pode relaxar, digamos que é o pulmão cá do burgo.
Há pessoas que descansam sentadas nos bancos, que dão milho aos pombos, famílias que aproveitam para passear com os filhos e há também quem fotografe.
Há jovens que aproveitam para testar as suas habilidades , como foi o caso deste, que prendeu uma espécie de corda a duas árvores e fartou-se de saltar e até se conseguiu equilibrar em cima dela.
Sempre que posso vou até lá.

Dia da espiga


Existe um Olhar

15.05.19

IMG_3969.JPG

Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é uma celebração portuguesa que ocorre no dia da  Quinta- feira da Ascensão com um passeio pelo campo, em que se colhem espigas de vários cereias flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.

O ramo deve ter espigas que representam o pão, malmequeres, que representam ouro e prata, papoilas, que representa amor e vida, ramos de oliveiras, que representam azeite, paz e luz, videira, que trazem vinho e alegria, e alecrim, que representa saúde e força.
Costumo seguir sempre esta tradição, este ano não vou falhar!
Há cidades onde este dia é feriado, é o caso da minha!

Desliza suavemente


Existe um Olhar

17.01.19

_MG_0049 (1).JPG

 

Sem pressa, sem horários.
O tempo que passa é inevitável na calmaria dos lagos.

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

Lista de links

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D