Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Que não se perca a magia do Natal

25.12.18, Existe um Olhar
Agora que o dia de Natal já passou e que desejámos o melhor para amigos e família, há que não esquecer que devemos prolongar este dia pelo ano todo. Partilhar, pensar e ajudar os mais desfavorecidos, cultivar as amizades, amar incondicionalmente, abraçar, fazer com que a magia aconteça, através de pequenos gestos de carinho, compreensão e solidariedade.  

Painting flowers

13.02.15, Existe um Olhar
 Vou colorir a minha flor, não sei bem que tom lhe hei-de dar, Amarelo? Vermelho? Azul? Acho que vou mesclá-la, qual arco-íris! Não será o amor cheio de cor quando vivido com emoção e verdade? Vou polvilhá-la com perfume e espalhar cada pétala para que chegue a todos aqueles que amo, que prezo, que admiro, enfim, acho que será para todos os meus amigos que estão junto do meu coração.   "É preciso que as diferenças não diminuam a amizade e que a amizade não diminua as (...)

Gestos de carinho

30.12.14, Existe um Olhar
 Escolhi esta foto para desejar a todos os meus amigos um FELIZ 2015! Que hajam gestos de ternura que demonstrem afectos sinceros e que se partilhem momentos assim, hoje e sempre. "Carinho é quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente, e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo." (O Teatro Mágico)  

Take my hand

11.10.14, Existe um Olhar
  -Dá-me a tua mão, podes escorregar. Foi comovente ver a ternura deste casal e o cuidado com que se seguravam um ao outro enquanto desciam a calçada , já polida pelo tempo. Enternecem-me ver gestos destes, sobretudo quando se trata de pessoas de mais idade. Sensível eu?  Claro! E por que não?  

Três gerações de mão dadas

16.09.13, Existe um Olhar
Observei-os sentados num banco no alto da montanha.Conversavam baixinho, talvez para não quebrarem o silêncioVi como os seus olhos brilhavam, como sorriamDesceram devagarinho apoiados os três.Três gerações unidas a descer e pensei que essa união aconteceu nas subidas e descidas nos degraus da vida.Enternecida contemplei esta cumplicidade sentida no entrelaçar das mãos, no cuidar, no proteger, na serenidade que suavemente se sentia.E um dia quando um par de mãos partir, ficará (...)
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue