Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Parabéns meu filho!


Existe um Olhar

18.04.20

085.JPG

Hoje, pela primeira vez, não haverá abraços, sorrisos,  uma grande festa e muitos amigos.
Quis o destino que estivessemos separados, porque um vírus se instalou e não me deixa dar-te um beijo carinhoso e cantar-te os parabéns com um bolo onde as velas se acenderiam, como luzes do meu sincero desejo que a tua vida seja iluminada.
Hoje, apenas poderemos acenar da varanda e uma lágrima escorregará no meu rosto, porque me falta o teu carinho demonstrado com gestos de ternura.
Apesar de tudo ambos sabemos o quanto nos queremos e o nosso amor será hoje e sempre o que temos de melhor. Estarei sempre pertinho de ti, mesmo estando longe.
PARABÉNS MEU FILHO!

 

Que não se perca a magia do Natal


Existe um Olhar

25.12.18

IMG_5609.CR2magia de Natal.jpg

Agora que o dia de Natal já passou e que desejámos o melhor para amigos e família, há que não esquecer que devemos prolongar este dia pelo ano todo.
Partilhar, pensar e ajudar os mais desfavorecidos, cultivar as amizades, amar incondicionalmente, abraçar, fazer com que a magia aconteça, através de pequenos gestos de carinho, compreensão e solidariedade.

 

Painting flowers


Existe um Olhar

13.02.15

 Vou colorir a minha flor, não sei bem que tom lhe hei-de dar, Amarelo? Vermelho? Azul?

Acho que vou mesclá-la, qual arco-íris! Não será o amor cheio de cor quando vivido com emoção e verdade?

Vou polvilhá-la com perfume e espalhar cada pétala para que chegue a todos aqueles que amo, que prezo, que admiro, enfim, acho que será para todos os meus amigos que estão junto do meu coração.

 

"É preciso que as diferenças não diminuam a amizade e que a amizade não diminua as diferenças"

Simone Weil

 

 




 

Três gerações de mão dadas


Existe um Olhar

16.09.13

Observei-os sentados num banco no alto da montanha.
Conversavam baixinho, talvez para não quebrarem o silêncio
Vi como os seus olhos brilhavam, como sorriam
Desceram devagarinho apoiados os três.
Três gerações unidas a descer e pensei que essa união aconteceu nas subidas e descidas nos degraus da vida.
Enternecida contemplei esta cumplicidade sentida no entrelaçar das mãos, no cuidar, no proteger, na serenidade que suavemente se sentia.
E um dia quando um par de mãos partir, ficará para sempre a lembrança de um momento, de um olhar, de um sorriso.
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

links

Contador de visitas

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D