Sábado, 20 de Outubro de 2012

Como nuvens no céu passam os sonhos por mim

Como nuvens pelo céu
Passam os sonhos por mim.
Nenhum dos sonhos é meu
Embora eu os sonhe assim.
São coisas no alto que são
Enquanto a vista as conhece,
Depois são sombras que vão
Pelo campo que arrefece.

Símbolos? Sonhos? Quem torna
Meu coração ao que foi?
Que dor de mim me transtorna?
Que coisa inútil me dói?

 
(Fernando Pessoa)
 
S. Martinho do Porto
Outubro de 2012
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Domingo, 7 de Outubro de 2012

O peso da luz

 
A idade é isto: o peso da luz
com que nos vemos.
(MIA COUTO)

 

 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Segunda-feira, 30 de Julho de 2012

Mesmo por detrás das grades


...a contemplação é consolo para o olhar

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Quinta-feira, 19 de Julho de 2012

O mar e tu

 
 
 
 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 10:34
link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito
Quarta-feira, 30 de Maio de 2012

É neste mar que me embala...


...onde a paz se faz de silêncios

Onde o sonho se faz realidade

Onde a realidade  são momentos

momentos que existem e perduram num olhar

Para lá do tempo que é saudade, ternura e encantamento

que me deixam embalada no murmúrio das ondas deste mar

 

S.Pedro de Moel

Maio de 2012

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 11:40
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Domingo, 6 de Maio de 2012

Pode o céu ser tão longe?

 
 
 

Vesti a luz do teu nome
E chamei-te pela noite,
Entraste no meu sono
Como o luar entra na fonte.
Trazes estórias e proezas
Dizes que tens tanto pr'a me dar,
Deixas sombras, incertezas,
E partes sem nunca me levar.

E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,
Tão frio.
E o teu beijo
Mata-me a distância,
Ninguém tão perto
Pode o que o beijo alcança,
E o meu corpo chora
Quando o teu vai embora,
Porque o teu mundo

É tão longe,
Tão longe,
Pode o céu ser tão longe.
Tão longe,
Tão longe,
Se a tua voz vive em mim.Há um deserto que fica,
Sou um capitão sem barco,
E quando vens pela bruma
Acendem-se estrelas no quarto.
E dizes:
"Trago a luz das sereias,
Trago o canto da tempestade".
E como o vento na areia
Deitas-te em mim feita metade.

E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,
Tão frio.
E o teu beijo
Mata-me a distância
Ninguém tão perto
Pode o que o beijo alcança,
E o meu corpo chora
Quando o teu vai embora,
Porque o teu mundo


É tão longe,
Tão longe
Pode o céu ser tão longe.
Tão longe,
Tão longe
Se a tua voz vive em mim.

 

Foz do Arelho-5 de Maio de 2012

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 20:16
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Terça-feira, 13 de Março de 2012

Tranquilidade

 

Se a tranquilidade da água permite refletir as coisas, o que não poderá a tranquilidade do espírito?

Chuang Tzu
 
 
Praia da Enseada
Ubatuba- Brasil
Março de 2012
 
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 14:00
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Sábado, 8 de Janeiro de 2011

Contemplo o lago mudo

 

 

 

Contemplo o lago mudo
que a brisa estremece
Não sei se penso em tudo
ou se o tudo me esquece

O lago nada me diz,
não sinto a brisa mexe-lo
Não sei se sou feliz
nem se desejo sê-lo

Trémulos rincos risonhos
na água adormecida
porque fiz eu dos sonhos
a minha única vida?

Fernando Pessoa

 

Lagoa de Óbidos

8 de Janeiro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

O sonho de um momento

Tirar dentro do peito a Emoção,
A lúcida verdade, o Sentimento!
-- E ser, depois de vir do coração,
Um punhado de cinza esparso ao vento!...

Sonhar um verso de alto pensamento,
E puro como um ritmo de oração!
-- E ser, depois de vir do coração,
O pó, o nada, o sonho dum momento...

São assim ocos, rudes, os meus versos:
Rimas perdidas, vendavais dispersos,
Com que eu iludo os outros, com que minto!

Quem me dera encontrar o verso puro,
O verso altivo e forte, estranho e duro,
Que dissesse, a chorar, isto que sinto!!

                            Florbela Espanca

 

Foz do Arelho- Caldas da Rainha

9 de Dezembro de 2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:37
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

A Oeste o Sol brilhou

"Sejamos como o sol que não visa nenhuma recompensa, nenhum elogio, não espera lucros nem fama, simplesmente brilha!"
( Autor Desconhecido )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

O místico entardecer

O meu olhar azul como o cé
     É calmo como a água ao sol. 
     É assim, azul e calmo,
     Porque não interroga nem se espanta ... 

     Se eu interrogasse e me espantasse
     Não nasciam flores novas nos prados
     Nem mudaria qualquer cousa no sol de modo a ele ficar mais belo... 
     (Mesmo se nascessem flores novas no prado
     E se o sol mudasse para mais belo, 
     Eu sentiria menos flores no prado 
     E achava mais feio o sol ...
     Porque tudo é como é e assim é que é, 
     E eu aceito, e nem agradeço,
     Para não parecer que penso nisso...)

 

(Alberto Caeiro)

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

publicado por Existe um Olhar às 08:22
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

.Quem me segue

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 235 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

16

23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Como nuvens no céu passam...

. O peso da luz

. Mesmo por detrás das grad...

. O mar e tu

. É neste mar que me embala...

. Pode o céu ser tão longe?

. Tranquilidade

. Contemplo o lago mudo

. O sonho de um momento

. A Oeste o Sol brilhou

.arquivos

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O regresso

. A MORTE e as PENAS.

. As cores do tempo

. ...Ah e tal são meras Teo...

. O cheiro da luz

. Um Livro, Uma Imagem

. A verdadeira história de ...

. CARTA À MINHA AMIGA INÊS

.links

.Lista de links

.Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds