Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Boas Festas

19.12.15, Existe um Olhar
Cá em casa não há árvore de Natal , nem de plástico, nem natural, não há luzinhas a piscar, anjinhos, estrelinhas ou embrulhos com prendas. Cá em casa não se vive  esta época com casa cheia, pitéus próprios da época, ou doces tentadores. Cá em casa não há gargalhadas, a euforia do desembrulhar dos presentes, nem brindes a desejar o melhor para todos no próximo (...)

Encontrei o Menino Jesus

26.12.14, Existe um Olhar
 Há luzinhas a piscar, bolinhas dependuradas numa árvore, prendas espalhadas pelo chão, mas Menino Jesus ou presépio não encontrei. Será que se esqueceram que se celebra o Natal porque "Ele" fez anos? Depois de muito procurar, lá "O" encontrei estava esquecido num canto, peguei "Nele" e coloquei-o num lugar de destaque.  

A prenda

26.12.13, Existe um Olhar
Há muito que o hábito de dar prendas no Natal acabou, a não ser para os mais pequenos da família. Este consumismo natalício incomoda-me, não quero com isto dizer que não goste de dar, mas quando eu quiser e não porque é costume.Todos os meus amigos e familiares sabem disso, mas mesmo assim, também eu tive algumas que não esperava. Não vou a correr comprar para retribuir, mas, quando menos esperarem aparecerá um miminho num outro dia qualquer.

Hoje há música por aqui

23.12.13, Existe um Olhar
Boas Festas, Feliz Natal para todos os que me visitam, aos que me deixam comentários sempre simpáticos e para os outros que não comentam, mas que vêm até aqui. Que a alegria inunde os vossos corações Calor e bons petiscos Que hajam sonhos e coscurões Fotos, muitas fotos  Luz Carinho Amor Abraços Partilha Família Saúde Paz Solidariedade São os votos sinceros da vossa amiga Manu

Um olhar

09.12.13, Existe um Olhar
Eu gostaria de lhe agradecer pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou. Pela sua capacidade de me olhar devagar, já que nessa vida muita gente já me olhou depressa demais. Padre Fábio de Melo
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue