Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Azevinho


Existe um Olhar

08.11.21

gerês 504.jpg

Da família das Aquifoliaceae, o azevinho (Ilex aquifolium) é uma planta popular em várias regiões do mundo, nomeadamente pela sua ligação íntima ao Natal. 
O azevinho nasce espontaneamente em quase toda a Europa, especialmente nas zonas menos degradadas da Europa Ocidental e do Norte. Mas também é possível encontrar o arbusto do Natal em locais tão distintos como a Ásia Ocidental (Turquia e Irão), no Norte de África (Tunísia e Marrocos) e nalgumas regiões do sudeste americano. Regra geral, o azevinho é encontrado em bosques, matos e sebes; em solos leves, húmidos e ricos em matéria orgânica; perto de carvalhos e pinheiros, em locais sombrios ou ensolarados.

Em Portugal, é comum encontrar o azevinho nas Serras do Larouco, Barroso, Padrela, Alvão, Marão, Montemuro e Lapa, entre outras regiões florestais. Porém, e devido à recolha intensa das plantas femininas desta espécie, impedindo-a de se reproduzir e colocando-a, consequentemente, na lista das plantas em vias de extinção, o arranque, o corte total ou parcial, o transporte e a venda do azevinho espontâneo é proibido por lei em Portugal desde 1989 (Decreto-Lei 423/89 e Decreto-Lei 254/2009 de 24 de Setembro que revogou aquele diploma).oresce bem em qualquer um dos cenários.

 

O presépio dos pequeninos


Existe um Olhar

18.12.20

IMG_5181.JPG

 

Talvez seja Natal e não Dezembro


Existe um Olhar

23.12.19

IMG_1438.JPG

Entremos, apressados, friorentos,
numa gruta, no bojo de um navio,
num presépio, num prédio, num presídio
no prédio que amanhã for demolido...
Entremos, inseguros, mas entremos.
Entremos e depressa, em qualquer sítio,
porque esta noite chama-se Dezembro,
porque sofremos, porque temos frio.

Entremos, dois a dois: somos duzentos,
duzentos mil, doze milhões de nada.
Procuremos o rastro de uma casa,
a cave, a gruta, o sulco de uma nave...
Entremos, despojados, mas entremos.
De mãos dadas talvez o fogo nasça,
talvez seja Natal e não Dezembro,
talvez universal a consoada.


David Mourão Ferreira

Boas Festas


Existe um Olhar

19.12.15

Boas festas

Cá em casa não há árvore de Natal , nem de plástico, nem natural, não há luzinhas a piscar, anjinhos, estrelinhas ou embrulhos com prendas.

Cá em casa não se vive  esta época com casa cheia, pitéus próprios da época, ou doces tentadores.

Cá em casa não há gargalhadas, a euforia do desembrulhar dos presentes, nem brindes a desejar o melhor para todos no próximo Natal.

Não , não fiquem com pena por não enfeitar a minha casa e preferir, numa tarde chuvosa, fazer uma imitação de árvore com revistas velhas, depois das limpezas feitas e da lareira acesa.

Não imaginam o prazer que me deu cortar, colar, fotografar e colocar aqui umas quantas folhas de papel dobrado e poder desejar a todos, meus amigos e amigas, que tenham um Natal de sonho, com ou sem família, mas com muita alegria e saúde.

BOAS FESTAS PARA TODOS VÓS DA VOSSA AMIGA 

Manu

 

 

A prenda


Existe um Olhar

26.12.13

Há muito que o hábito de dar prendas no Natal acabou, a não ser para os mais pequenos da família. 
Este consumismo natalício incomoda-me, não quero com isto dizer que não goste de dar, mas quando eu quiser e não porque é costume.
Todos os meus amigos e familiares sabem disso, mas mesmo assim, também eu tive algumas que não esperava. Não vou a correr comprar para retribuir, mas, quando menos esperarem aparecerá um miminho num outro dia qualquer.

Mais sobre mim

foto do autor

links

Contador de visitas

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D