Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Homenagem


Existe um Olhar

05.03.21

_MG_5539ambulância bombeiros.JPG

Em jeito de homenagem, foi colocado um ramo de flores numa ambulância de Óbidos.
Nunca como nesta altura de pandemia, foi tão merecida.
Sei que tal como noutras corporações espalhadas por esse país fora, eles não pararam e têm feito um trabalho notável!
Grata a todos!

O mundo anda de pernas para o ar


Existe um Olhar

18.01.21

IMG_8660 reflexos.jpg

Regra geral sou uma pessoa optimista e de bem com a vida.
Nesta altura sinto que tudo se vai desvanecendo e o que eu dava como certo, inverteu-se.

Perderam-se valores, a honestidade foi substituída por falsidade, amigos de sempre vão desaparecendo. Prolifera o egoísmo, a mentira e a desumanidade. A gentileza vai-se perdendo; perdão, desculpa, parecem palavras que foram abolidas do dicionário.
No campo político assiste-se a uma rol de acusações e esgrimam-se argumentos descabidos
Portugal, conhecido por esse mundo fora, através da música, do desporto, das artes, hoje é um país campeão em número de infectados, ambulâncias que esperam em fila nos hospitais, passeios sem máscara, parece que o mal só acontece aos outros, há uma inconsciência e desrespeito pelo outro, de bradar aos céus.
Há quatro dias que não saio de casa e fotografar, o meu hobby preferido, foi colocado de lado.
Será que o mundo está ao contrário, ou sou eu que estou a ver tudo mais negro?

 

 

No Porto


Existe um Olhar

23.06.20

1-IMG_5891.JPG

Há uns tempos atrás fui ao Porto, calcorreei ruas e ruelas e cheguei à Ribeira.
Muita gente, muita cor, alegria e animação.

Hoje, este espaço está vazio.
Dia de S. João  e a pandemia veio transformar a vida de uma cidade e tudo ficou mais triste.
Resta-nos a esperança de que para o ano, a vida na Invicta e em todo o país volte à normalidade.

 

Para todas as mães


Existe um Olhar

03.05.20

IMG_7632.JPG

Nas minhas incursões pelo mundo, tenho visto mães tristes, amarguradas e sem saberem o que fazer da vida.
Não há casas condignas, não há comer para os filhos, por vezes são mal tratadas e sofrem de violência doméstica, contudo, reconheço que não é só lá fora que se observa este cenário, cá dentro e com o aparecimento da pandemia, há casos idênticos e dramáticos. De louvar a ajuda humanitária de muitos, que sem receberam nada em troca, vão minimizando a carência de tantas famílias.
Gostava de poder ajudar com uma palavra amiga, de estar junto, de confortar, de transmitir tudo o que me vai na alma e de incutir-lhes no coração, que tudo vai ficar bem e que dias melhores virão.

Será que as palavras chegam? Penso que não. Precisamos de acção e de partilhas.


Neste dia de todas as mães deixo o meu carinho, o meu abraço virtual e a admiração por todas as guerreiras.
Acho que nenhuma mãe deveria sofrer, elas são o suporte deste mundo em que vivemos.
Para todas o meu bem- haja!

 

Crucificação e morte de Jesus


Existe um Olhar

09.04.20

IMG_9531.JPG

Comemora-se hoje a morte e crucificação de Cristo.

Sou católica, agora não praticante, mas na minha infância os meus pais fizeram questão de me dar uma educação religiosa e isso não me incomodou.
Fui à catequese e aprendi tudo sobre a vida de Jesus e as histórias que envolveram o seu percurso no mundo.
Acompanhei com entusiasmo e admiração os milagres e aquilo que de bom nos ensinou.
Alturas houve, que como criança inocente, me emocionei com o seu sofrimento e uma parte que me chocou foi a traição de Judas e ainda hoje trair mexe muito comigo.
Depois derreti-me em lágrimas quando li os passos da paixão e imaginar o peso de uma cruz, as vergastadas, a coroa de espinhos  e finalmente a crucificação, tudo causou em mim um profundo sofrimento.

Hoje o mundo carrega uma cruz que tem outros contornos diferentes da cruz de Cristo, mas que a todos afecta com uma violência indescritível.

Sofremos juntos e estamos todos no mesmo barco sem sabermos quando esta pandemia acaba.
Não quero terminar sem agradecer a todos os que correm riscos e cuidam de nós.

Será altura para fazermos uma instrospecção e tentarmos perceber que algo no nosso comportamento terá de mudar para que nos tornemos pessoas melhores.
Até que tudo termine, fiquemos em casa e tentemos viver esta Páscoa em paz connosco e com o mundo.

Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

Lista de links

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub