Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

As "arremedas"

04.01.15, Existe um Olhar
 Há muitos, muitos anos atrás, um idoso da minha aldeia, ensinou-me a ver como ia estar o tempo durante o ano todo. Disse-me para eu ficar atenta aos 12 primeiros dias do mês de Janeiro, se chuvesse no dia 3, por exemplo, significava que o mês de Março ia ser chuvoso, se no dia 6 a manhã estivesse nublada, fria, com algum chuvisco, mas a tarde fosse de sol, o mês de Junho seria metade envergonhado e feio , mas o resto do mês seria de sol pela certa. Sempre que me lembro aponto (...)

Flores para os papás

19.03.14, Existe um Olhar
Eles também merecem flores, não só neste dia mas em todos os outros.Pais que lutam, que querem o melhor para a sua prol, que lhes é exigido tantas vezes o que não têm possibilidade de dar, mas o amor que nos dedicam valem por todos os bens materiais.Pessoalmente agradeço ao meu, que já partiu , mas que está sempre presente e a ele devo quase tudo o que consegui ser nesta vida.Agradeço também a outro pai (meu irmão) meu grande amigo, que neste dia , há alguns anos atrás (...)

A Flor saltitante

06.12.11, Existe um Olhar
Pula por aíEsquecendo as estaçõesNão importa em que jardimnem se intimida com os Verões.Cheia de cor, florida como se querEla não pára, voa livrenem se importa com o que vierÉ ternura, é seduçãoSão sorrisos e bom humortudo tem a minha amiga Flor.Hoje pula e cantarolaQual passarinho à soltamas mesmo em voo e fugitivaHoje venho desejar-lhe muitos anos de vidaMuitos Parabéns Florbytes 

Uma flor para a Flor

05.12.10, Existe um Olhar
Flor do jardim,  flor que deveria  ser da primavera, mas que preferiu  enganar as estações. Leve flor carregada  pelo vento. E nele desliza  como que em  delicada dança, Flor que teve por par a brisa. Brisa que acalmou o vento, do som que se escondia no silêncio, dos segredos que, embora ditos, somente foram ouvidos  pelos que tinham ouvidos de ouvir, pois que escutavam  com a alma,  pois que conheciam  os caminhos do coração. Flor que é  delicadeza no botão, e esplendor  no seu momento mágico.
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue