Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Quando as raízes e a pedra se misturam

Janeiro 23, 2019

Existe um Olhar

_MG_3981.JPG

Angkor Wat

Angkor Wat faz parte do complexo de templos construídos na zona de Angkor, a antiga capital do Império Khmer  durante a sua época de esplendor, entre os séculos IX e XV. Angkor abrange uma extensão em torno de 200 km², embora recentes pesquisas estimem uma extensão de 3 000 km² e uma população de até meio milhão de habitantes, o que o tornaria o maior assentamento pré-industrial da humanidade.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se...

Setembro 04, 2015

Existe um Olhar

IMG_1997

 

Se todos os rios são doces, de onde o mar tira o sal?
Como sabem as estações do ano que devem trocar de camisa?
Por que são tão lentas no inverno e tão agitadas depois?
E como as raízes sabem que devem alçar-se até a luz e saudar o ar com tantas flores e cores?
É sempre a mesma primavera que repete seu papel?
E o outono?... ele chega legalmente ou é uma estação clandestina?

Pablo Neruda

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Posso crescer aqui?

Abril 12, 2013

Existe um Olhar

 

"A liberdade, quando começa a criar raízes, é uma planta de crescimento rápido."

(George Washington)
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre raízes entrelaçadas

Fevereiro 18, 2013

Existe um Olhar

Quando tudo parecia para sempre adormecido
entre as raízes entrelaçadas e enegrecidas
Quando a efemeridade das coisas é uma certeza
eis que surge timidamente a vida
Vida renovada, que nos é dada pela natureza.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CCC-Exposição- "Raízes Perdidas"

Julho 17, 2011

Existe um Olhar

 

 

 

 

 

 

 

 No exterior do Centro Cultural de Caldas da Rainha podemos apreciar uma exposição de raízes de laranjeira reaproveitadas pelo jovem artista de 22 anos, Rafael Basco Ciscar, vindo de Valência.

Árvores como estas estão actualmente a ser arrancadas às centenas na sua região e segundo o autor, já não são rentáveis e vive-se em Espanha o que aconteceu a muitas culturas em Portugal-paga-se para arrancar.

"No meu trabalho há uma reflexão sobre o homem contemporâneo que, devido à globalização e à sociedade capitalista onde vivemos se sente totalmente amordaçado"-palavras do autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

Quem me visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lista de links

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D