Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Existe um Olhar

Não te preocupes com os que não te conhecem, mas esforça-te por seres digno de ser conhecido. (Confúcio)

Fala-se dos "sem abrigo"

05.01.19, Existe um Olhar
É com tristeza que ouço e vejo a preocupação de algumas pessoas que estão à frente dos destinos do nosso país, falar sobre aqueles que não têm casa, que dormem ao relento, que estão sujeitos à caridade alheia e de alguns grupos que dedicam parte das suas vidas a distribuir alimentos e agasalhos a pessoas a quem a sorte foi madrastra. Escrevi no início a palavra "tristeza", porque dói saber que só agora, que se avizinham noites frias, é que se pensa neles...e durante o resto (...)

Descanso depois da loucura do Black Friday

26.11.18, Existe um Olhar
Não sou e nunca serei adepta das loucuras do Black Friday, confusões não são para mim. E já agora sabe qual a origem disto? Foi durante o comércio de escravos na América. Durante a sexta feira negra, os escravos foram vendidos com desconto para impulsionar a economia. Daí Black (escravos que eram de origem africana) Friday (a última sexta feira do mês de Novembro) Triste muito triste!  Rectificação sobre a informação dada. Consultei um site cuja notícia acima veriquei que (...)

Na mira

24.01.18, Existe um Olhar
Esta foto possivelmente não tem nada de especial, mas representou um momento muito triste quando visitei o museu da guerra do Vietnam. Fiquei chocada com as fotos de tanta tortura estampadas nas paredes e pergunto-me como é possível ainda vivermos em pleno século XXI tantas guerras, tanta fome, tantos crimes contra a humanidade. Prometi a mim mesma nunca mais visitar um museu de guerra, bastam-me as notícias horríveis que vou ouvindo na Tv e lendo nos jornais

Mais um crime contra a natureza

26.02.12, Existe um Olhar
    Hoje as imagens que aqui mostro causam-me uma enorme tristeza.Outrora esta paisagem era densamente arborizada, hoje assiste-se ao corte desenfreado dos pinheiros para vermos surgir mais urbanizações e camos de golfe.Na margem Sul da Lagoa de Óbidos, outros interesses falam mais alto e empresas estrangeiras usam e abusam de hectares e hectares de terrenos, para transformarem num monte de betão um lugar que era sem dúvida o pulmão do concelho de Óbidos.E o que mais me espanta (...)
Direitos de Autor Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem a prévia permissão do autor. Todas as fotografias estão protegidas pelo Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de Março. Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. manuelapereira3@sapo.pt

Quem me segue